Início Pará 18 PM’s já foram mortos em 2018 no Pará, um a cada cinco dias

18 PM’s já foram mortos em 2018 no Pará, um a cada cinco dias

10 Leitura min
0
0
88

O assassinato do cabo PM Hernani Costa, ocorrido na noite de domingo (8), mostra cada vez mais o quanto a violência está tomando conta do Pará, levando risco de morte mesmo para quem trabalha preservando a segurança. Hernani foi o 18° policial militar vítima de morte violenta neste ano, revelando dados assustadores sobre a segurança no Estado.

Em apenas três meses e oito dias, o Pará já soma mais da metade do total de PMs mortos em todo o ano passado, que teve 34 homicídios. Esse número representa que, em média, 2018 registrou o assassinato de um PM a cada cinco dias e meio.

Confira quem foram os policiais vítimas de violência neste ano:

OS POLICIAIS ASSASSINADOS EM 2018

1º O sargento Wladimir Odylo Giliberti de Matos, 48 anos, foi morto em frente à própria casa, no bairro do Guamá, em Belém. Crime ocorreu no dia 6 de janeiro.

2º O cabo Richard Farias de Souza, lotado no Batalhão de Polícia Penitenciária (BPoP), foi morto ao reagir um assalto dentro de uma van, na altura do KM 19 da Rodovia BR-316, em 10/01.

3º O sargento João Francisco de Oliveira Lameira, 47 anos, foi assassinado em Castanhal, durante uma abordagem policial, no dia 17/01.

4º O cabo Wagner Santa Rosa, 33 anos, do Comando de Operações Especiais (COE), foi morto durante um treinamento da polícia militar, no Instituto de Ensino de Segurança Pública do Estado (Iesp), em Marituba, em 19/01.

5º O Sargento Eliseu Pojo Rodrigues, 45 anos, do 29º Batalhão de Policiamento Militar, foi assassinado a tiros, no dia 20/01, em Ananindeua.

6º A cabo Rosalva Maria Corrêa de Holanda, 49 anos, foi assassinada a tiros no quintal da própria casa e ainda por dois vizinhos, no dia 30/01, em Ananindeua.

7º O cabo Marcelo Costa de Carvalho, 32 anos, foi morto a tiros depois de uma tentativa de assalto, no dia 09/02, em Ananindeua.

8º O soldado Washington Luiz do Rosário foi morto a tiros depois de uma tentativa de assalto no bairro da Pedreira, em Belém, no dia 10/02.

9º O sargento PM Antônio Daves Martins, 49 anos, estava em uma loja de autopeças no dia 14/02 quando sujeitos se aproximaram de carro e o alvejaram, em Ananindeua.

10º O cabo Jeferson Maciel dos Anjos foi morto a tiros no dia 25/02, durante um atentado contra um suspeito de tráfico de drogas no município de Santa Isabel.

11º O sargento Reginaldo da Silva Souza estava a serviço, fardado, na praça da Matriz, em Marituba, e foi atingido a tiros de surpresa por assassinos que estavam em um carro do modelo Volkswagen Fox prata, no dia 28/02.

12º O sargento Marinaldo Maia de Souza, 46 anos, foi morto depois de sofrer assalto no bairro do Guamá, em frente da própria casa, em 11/03

13º O cabo Deyvison César Braga de Oliveira, que foi perseguido e morto a tiros, no cruzamento da Avenida Independência com a Rodovia Mário Covas, em Ananindeua, em 11/03.

14º O cabo José da Silva Frade foi assassinado após um assalto dentro de um ônibus, no km 4 da BR-316, em 22/03.

15º O cabo José Antônio Pinheiro, de 64 anos, não resistiu aos ferimentos provocados por um esfaqueamento e morreu em Marabá. Ele, que estava na reserva, foi atacado na frente da casa onde morava. O suspeito seria um usuário de drogas e foi preso após fugir da polícia. Crime ocorreu no dia 26 de março.

16º O cabo reformado Valdomiro de Oliveira Bastos, de 51 anos, foi atacado em um mercadinho por 4 bandidos. Três deles, armados, invadiram um mercadinho em que a vítima se encontrava e fizeram vários disparos. O crime ocorreu no bairro da Condor, em Belém. Socorrido, o PM não sobreviveu e morreu no PSM do Guamá. Com Valdomiro, subiu para 16 o número de policiais militares mortos em menos de 3 meses em 2018. Crime foi registrado no dia 27 de março.

17º O subtenente da reserva João Bosco Vieitas de Sousa, 53 anos, estava em um bar, no conjunto Verdejantes, quando foi surpreendido da pior forma. Dois homens se aproximaram a pé e começaram a atirar. Ele morreu na hora. O assassinato aconteceu dia 1 de abril.

18° O cabo Hernani Rogério Silva da Costa, lotado no Batalhão de Eventos da PM, foi morto com um tiro na cabeça no bairro do 40 Horas, em Ananindeua, enquanto retornava para casa após o dia de trabalho. Os bandidos que o executaram roubaram sua arma e fugiram. Eles ainda não foram identificados.

(DOL)

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Cleyton Rogério
Carregar mais em Pará

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *