Hello Kitty era considerada a gerente do tráfico. | Reprodução

Após uma troca de tiros intensa com a Polícia Militar, a gerente do tráfico Rayane Nazareth, conhecida como Hello Kitty, foi baleada e morreu na manhã desta sexta-feira (16), no Rio de Janeiro.

Os policiais teriam iniciado a operação depois de denúncias de que uma família estaria sendo feita refém na comunidade do Itaoca, localizada no complexo do Salgueiro, local em que Hello Kitty era comandante das negociações ilícitas. 

De acordo com a PM, ao chegarem ao local, teria existido uma troca de tiros entre a equipe e um grupo de pessoas, incluindo a jovem e o pai dela Alessandro Luiz Vieira Moura, conhecido como Vinte Anos, comandante do tráfico de drogas em diversas comunidades no complexo carioca, que também teria sido baleado durante o confronto e morrido. Outros dois suspeitos também teriam vindo a óbito no local durante a ação.

Rayanne e Luiz Vieira chegaram a ser encaminhados para o  Hospital Alberto Torres, mas não resistiram aos ferimentos. A polícia apreendeu dois fuzis e duas pistolas. Não houve mais informações sobre a situação da família feita refém.

A PM informou que Hello Kitty, considerada como o braço direito do pai nos crimes, tinha passagens na polícia por assaltos a mão armada.

Por: Correio Braziliense.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *