Um pastor foi preso, na última quinta-feira (02), acusado de estuprar e engravidar a própria sobrinha, atualmente com 14 anos, em Colombo, no Paraná. Daniel Fernandes Chandoski, de 35, estava escondido na zona rural do município, quando teve o mandado de prisão preventiva decretado. Investigações apontam que os abusos começaram quando ela tinha apenas 11.

O criminoso sempre usava as mesmas desculpas para ter relações com a menina. Na maioria das vezes, ele chamava a vítima para rezar a Deus. “Vem aqui no quarto orar comigo. Não se esqueça de ir lá no quarto”, chantageava. 

Aos 12, a menina disse que estava grávida do tio, que negou as acusações. Um exame de DNA teve de ser feito para provar que Daniel era realmente o pai da criança, que, hoje, está com apenas sete meses de idade. A mãe da adolescente alegou não desconfiar dos abusos. Uma testemunha afirmou que ela queria esconder o resultado para acobertar o irmão. 

O Conselho Tutelar foi acionado e levou para um abrigo o bebê, a adolescente, e outras duas crianças, irmãs da vítima. O pastor deve responder pelo crime de estupro de vulnerável. 

Veja a conversa do assediador com a criança:

Daniel Fernandes Chandoski chantageava a menina e a convidava para orar no quarto. | Reprodução

Daniel Fernandes Chandoski chantageava a menina e a convidava para orar no quarto.

Por: Diário Online

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.