Crédito: Walter Campanato/Agência Brasil

Nesta sexta-feira, 20, o vice-presidente Hamilton Mourão afirmou lamentar a morte de um homem negro espancado até a morte por seguranças em um supermercado em Porto Alegre, mas disse que o fato não pode ser classificado como um episódio de racismo. “Digo com toda a tranquilidade para você: não existe racismo no Brasil”, declarou Mourão.

João Alberto Silveira Freitas, de 40 anos, foi espancado na noite de ontem, 19, no estacionamento do estabelecimento. Um dos agressores era segurança do local e o outro, um policial militar temporário. Ambos brancos.

“Digo isso porque já morei nos Estados Unidos”, afirmou Mourão ao negar racismo no Brasil. “Aqui existe desigualdade. Fruto de uma série de problemas”, completou.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes disse ser “escandalosa” a notícia do assassinato “bárbaro” de um homem negro em pleno Dia da Consciência Negra, celebrado hoje.

Por: Terra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *