Crédito: Polícia Militar de São Paulo

Na noite da última quarta-feira, 17, uma mulher de 38 anos levou cinco tiros na cabeça, mas permaneceu consciente e denunciou o atirador para a polícia, levando à prisão do suspeito. Ele confessou o crime após ser interrogado.

Os policiais ficaram surpresos ao notar que a mulher ainda estava consciente, mesmo após levar os cinco tiros na cabeça. A vítima contou aos policiais que o atirador foi seu vizinho de 27 anos, que havia disparado várias vezes em direção a ela.

O caso aconteceu no município de Birigui, em São Paulo. Segundo o Boletim de Ocorrência, a Polícia Militar foi acionada para uma ocorrência de tentativa de homicídio e ao chegar ao local, encontrou a vítima caída no chão da calçada, nas proximidades da casa em que vive.

Inicialmente, o vizinho havia dito que não estava no local e negou a autoria dos disparos. No entanto, a polícia decidiu levá-lo para a delegacia para prestar depoimento. Diante do investigador e do delegado, o homem acabou confessando o crime e justificou que tudo aconteceu no meio de uma briga.

Ele contou aos policiais que estava no meio de uma discussão com a vizinha quando ela teria o acusado de ser “cafetão”, dizendo que ele estaria vendendo sua esposa para o marido dela. O homem alegou ter perdido o controle e atirado contra a mulher. No entanto, o delegado conversou com a vítima no pronto socorro, que continuava consciente, e ela confirmou as informações e afirmou que a maior parte dos tiros aconteceu quando ela já estava caída no chão.

O homem foi preso em flagrante por tentativa de homicídio por motivo fútil e encaminhado à cadeia. Já a vítima foi encaminhada para um hospital, onde para passa por avaliação neurológica a fim de decidir o que seria feito com os projéteis encontrados em sua cabeça.

Por: UOL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *