Foto: Reprodução

Morreu na última segunda-feira (09), o dançarino e modelo Rodrigo Motta, de 28 anos, Rodrigo também era bartender no Bar da Laje, do Vidigal, onde foi assassinado. 

Ele foi um dos ‘bombeiros' no clipe ‘Vai Malandra' de Anitta, gravado em 2017 na própria comunidade localizada na zona sul do Rio, no qual aparece de sunga vermelha passando óleo no corpo da cantora durante o bronzeamento na laje. A cena ganhou destaque também por conta do biquíni de fita isolante da funkeira.

Na época, Rodrigo chegou a fechar contrato com uma agência de modelos e ainda recebeu convites para fazer presença VIP em eventos por conta da repercussão de sua participação no musical. Vários amigos do modelo usaram as redes sociais para lamentar o ocorrido.

Um morador da comunidade do Vidigal, que não quis se identificar, disse que Rodrigo teria se envolvido em uma briga na semana passada e que a morte teria sido motivada pela revanche. O bartender teria levado um tiro no pé e na perna, seguido de agressões.

Segundo a colunista Fábia Oliveira, do Jornal O Dia, o corpo de Rodrigo foi encontrado com sinais de espancamento e com dois tiros na perna direita em uma das ruas próximas a sua casa no Vidigal. Parentes ainda o levaram para o Hospital Miguel Couto, no Leblon, mas a equipe médica informou que ele já estava morto.

A Secretaria municipal de Saúde do Rio confirmou que Rodrigo deu entrada no Hospital Miguel Couto, no Leblon, na Zona Sul do Rio, na última segunda-feira (9), foi atendido, mas não resistiu.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.