A morte do comandante, Mauro Tadeu da Silva Oliveira, de 54 anos, foi bastante lamentada por autoridades das três esferas governamentais, como o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, o governador Helder Barbalho e o amigo particular e prefeito de Tailândia, Paulo Liberte Jasper – Macarrão.

O piloto, que era coronel da reserva do Corpo de Bombeiros do Pará, morreu em um trágico acidente aéreo na segunda-feira (30). O comandante atuava na força-tarefa que combatia incêndios florestais no Parque Nacional do Pantanal Matogrossense.

Por rádio Mauro havia comunicado problemas no voo, “Tô caindo, tô caindo”. A informação foi confirmada pelo IBAMA, que aluga as aeronaves. Com a perda de comunicação e após não retornar a base no horário marcado, às 15h de ontem, iniciaram as buscas.

Segundo o Ibama, o acidente aconteceu entre 18h e às 23h. O comandante Mauro Tadeu estava sozinho na aeronave, no momento da queda. Ele foi localizado na madrugada desta terça-feira (1º), em meio aos destroços da aeronave.

Piloto com mais de 5 mil horas de voos e mais de 15 anos dedicados a avião civil, ajudou a implementar o aeromédico em Tailândia, onde realizou inúmeros resgates e transferências. Ao ver os serviços questionados e embargados pelo Ministério Público, o piloto chegou a defender o aeromédico na Câmara Municipal de Vereadores.

Amigo particular do piloto, o gestor municipal, Paulo Liberte Jasper – Macarrão – divulgou uma nota lamentando o ocorrido. “Macarrão” se refere ao comandante como “ser humano maravilhoso e dedicado” e “grande amigo”.

É com muita tristeza no coração que recebemos a notícia de que nosso comandante, alguém muito importante que esteve no…

Publicado por Macarrão em Terça-feira, 1 de dezembro de 2020

O governador do Pará, Helder Barbalho, também lamentou a morte do piloto, a quem chamou de “amigo” e “competentíssimo” e um “dos melhores do Brasil”.

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, foi outro a lamentar o ocorrido. Para o ministro, Mauro Tadeu “morreu na brava missão de combater incêndios na região do Pantanal”.

O  Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), informou que ainda não tem confirmação das causas do acidente, e que aguarda a perícia da aeronáutica, do Cenipa – Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos.

Para o Ibama, além de piloto extremamente habilidoso e dedicado, o comandante deixa um legado de grandes serviços aeronáuticos à Nação.

É com grande pesar que o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) comunica o falecimento do nosso comandante, Mauro Tadeu da Silva Oliveira, nesta segunda-feira (30), no cumprimento da missão de combate aos incêndios florestais no Parque Nacional do Pantanal Matogrossense.

O Cmte. Mauro tinha 54 anos e era coronel da reserva do Corpo de Bombeiros. Era um piloto extremamente habilidoso e dedicado há mais de 15 anos de atuação na aviação civil, com mais de 5 mil horas de voo.

O comandante deixa um legado de grandes serviços aeronáuticos à Nação. Nossa solidariedade à esposa, filhos, família e amigos.

Assessoria de Comunicação do Ibama

A Prefeitura de Tailândia também divulgou nota sobre o ocorrido.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *