Uma das vítimas que teve a casa invadida pelo foragido Lázaro Barbosa, disse a uma equipe de reportagem, que o criminoso acompanhava a rotina das vítimas antes do ataque.

 A vítima contou que ele vigiou a chácara na região de Ceilândia (DF) para identificar o melhor momento da abordagem, até invadir a propriedade à noite.
“Ele disse que tinha ficado o dia todo na chácara e que sabia cada passo, cada palavra, que cada um tinha dado. Passou o dia todo vigiando até o momento que invadiu a casa”, lembra.

A invasão ocorreu em 17 de maio, perto da chácara onde a família Vidal foi morta dias antes, o que comprova que Lázaro fez mais vítimas na região antes de matar os quatro integrantes da mesma família.

As buscas por Lázaro Barbosa chegaram nesta sexta-feira, 25, ao 17º dia. A expectativa é de foragido se renda, mas as buscas continuam.  

Fonte: R7.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *