Crédito: Reprodução/Redes Sociais/Facebook

A Polícia Civil do Distrito Federal informou por comunicado que há indícios de que uma das vítimas de Lázaro Barbosa, a mulher Cleonice Marques, de 43 anos, foi estuprada e cortada ainda viva pelo maníaco. Cleonice era a matriarca da família Vidal, que foi brutalmente assassinada por Lázaro.

De acordo com o laudo da PCDF divulgado na noite da última terça-feira, 29, Cleonice teve a orelha decepada enquanto ainda estava viva e foi executada com um tiro na cabeça. No entanto, nem a bala e nem a orelha foram encontradas. Segundo o delegado, foi possível ligar Lázaro à chacina familiar devido uma digital que foi encontrada em uma porta de vidro da chácara onde a família morava. O delegado afirmou que o material genético encontrado em Cleonice será comparado ao de Lázaro, mas adintou que “Há indícios de violência sexual e o exame vai determinar o que aconteceu exatamente” explicou.

Chacina

Lázaro Barbosa teria usado uma arma e uma faca para assassinar os quatro membros da família Vidal, no dia 9 de junho. As vítimas são o pai, Cláudio Vidal de Oliveira, de 48 anos, e os filhos, Gustavo Marques Vidal, de 21, e Carlos Eduardo Marques Vidal, de 15. Já a mãe, Cleonice Marques de Andrade, foi levada pelo maníaco. O corpo de Cleonice foi encontrado no dia 12 de junho, em uma região de mata.

Por: Pleno News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *