Adélio Bispo de Oliveira foi absolvido pelo juiz federal Bruno Savino, em razão de ter sido considerado inimputável, nesta sexta-feira (14).

VEJA TAMBÉM

Juiz diz que autor de facada em Bolsonaro é doente e não poderá ser punido
Bolsonaro leva facada em ato de campanha em Minas, diz PM

O magistrado entendeu que o autor do atentado ao presidente Jair Bolsonaro deve ficar internado por tempo indeterminado e seja submetido a perícia médica daqui a três anos.

Segundo os laudos, o agressor tem a doença chamada transtorno delirante permanente-paranoide. A análise afirma ainda que, em entrevistas com psicólogos e psiquiatras, o agressor disse que não cumpriu a missão dele e, ao sair da cadeia, vai matar o presidente.

A sentença foi proferida pelo magistrado a partir de uma ação para comprovação de insanidade mental protocolada pela defesa do acusado. Os advogados de Bolsonaro não recorreram da análise que declarou a imputabilidade de Adélio.

Comentário
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O que aconteceu hoje, direto no seu e-mail

As notícias que você não pode perder diretamente no seu e-mail.