Crédito: Reprodução /Redes Sociais

A Justiça do estado de São Paulo determinou a soltura de Leonardo Ceschini, que confessou ter matado a esposa, Érica Fernandes Ceschini, após uma discussão sobre futebol

O homem foi preso em flagrante no dia 31 de janeiro, depois  de matar Érica a facadas, e estava cumprindo prisão preventiva. Segundo a juíza Giovanna Christina Colares, responsável pela decisão de hoje,  há “excesso de prazo na prisão cautelar do acusado”.

De acordo com o alvará de soltura expedido nesta quinta, o prazo de cinco dias para que o Ministério Público recebesse os autos do inquérito policial e oferecesse a denúncia, já expirou. A decisão da juíza afirma ainda que “a prisão do indiciado representa nítido constrangimento ilegal, devendo ser imediatamente relaxada”.

Briga por futebol resultou na morte da mulher 

Segundo informações da Polícia Civil, a vítima, Érica Fernandes Ceschini, comemorava a vitória do Palmeiras Futebol Clube, na final da Copa Libertadores, o que teria irritado o marido que é corinthiano.

O caso foi registrado no 33º DP de Pirituba. Leonardo Ceschini foi autuado por homicídio qualificado. O casal tinha filhos gêmeos pequenos.

Por: UOL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *