Novo Progresso responde por cerca de 70% do desmatamento no Pará. Bases fixas ficarão em áreas críticas, como Trairão e Castelo dos Sonhos.

tora-ibama

Tora que seria carregada da Flona de Altamira, no sudoeste paraense. (Foto: Divulgação/Ibama)

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis (Ibama) vem intensificando ações de fiscalização na região de Novo Progresso, que inclui o sul de Itaituba e Altamira, no oeste paraense. Na última quarta-feira (12), 46 agentes do Ibama, 60 homens do Exército Brasileiro, 10 da Força Nacional, oito da Policia Militar do Pará e dois do Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam) chegaram à localidade, e deverão atuar em conjunto com a Operação Onda Verde, já em campo no Pará desde fevereiro.

O reforço no efetivo se soma a mais de uma dezena de agentes da Onda Verde em atuação. Coordenado pelo Ibama, o novo efetivo será envolvido, principalmente, na montagem de duas bases fixas de fiscalização em áreas críticas de desmatamento: uma em Trairão e outra em Castelo dos Sonhos, distrito de Altamira, no sudoeste paraense, com objetivo de reprimir novas derrubadas nas florestas ao longo da rodovia BR-163, conhecida como Cuiabá-Santarém.

A área de influência de Novo Progresso responde por cerca de 70% de todo o desmatamento no Pará. Dos 42,9 mil hectares de alertas de desmates no estado, sinalizados pelo sistema Deter entre agosto de 2012 e abril de 2013, mais de 30,1 mil hectares de florestas foram destruídos nessa região.

trator-apreendido

Ibama apreende trator que seria utilizado para
ações de derrubada de árvores.
(Foto: Divulgação/Ibama)

“Grande parte dos alertas de desmates está surgindo nestes distritos por conta da especulação em terras públicas. Esse crescimento exigiu mais logística para a apreensão e retirada de bens utilizados nos crimes contra o meio ambiente. Esperamos aumentar as apreensões e descapitalizar os infratores”, explicou o chefe da fiscalização do Ibama no Pará, Paulo Maués.

Além da segurança, o Exército vai apoiar o Ibama na retirada dos equipamentos apreendidos nas fiscalizações. Os militares enviarão à BR-163 máquinas e equipamentos para reforçar a logística de retirada de tratores, caminhões, retroescavadeiras hidráulicas usadas em garimpos ilegais e para retirar madeira irregular.

[divide style=”2″]

Para acompanhar mais notícias de Tailândia, Curta o Portal Tailândia no Facebook: facebook.com/portaltailandia.com.brSiga também o Portal Tailândia no Twitter e por RSS.

g1 pa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.