Segundo a Assessoria de Helder Barbalho a matéria publicada pelo jornal do Grupo Liberal do último domingo (14/07), são feitas várias afirmações inverídicas.

resposta-helder-barbalho-estadio-ananindeua

Foto: Assessoria de Helder Barbalho

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A respeito da matéria publicada pelo jornal do Grupo Liberal na edição do último domingo (14.07), na qual são feitas várias afirmações inverídicas sobre a construção do Estádio Municipal de Ananindeua na gestão de Helder Barbalho, cumpre-nos esclarecer o seguinte:

1. A construção do Estádio Municipal é resultado de um convênio firmado entre a Prefeitura de Ananindeua, o Ministério dos Esportes e a Caixa Econômica Federal.
2. A empresa Delta Construções S/A venceu a licitação pública para a execução da obra, mas o contrato firmado com a Prefeitura de Ananindeua foi cancelado.

3. Em razão do cancelamento do contrato, nenhum centavo foi pago à Delta Construções S/A pela obra de construção do Estádio Municipal durante a gestão de Helder Barbalho.
4. Em nenhum momento, Helder Barbalho, pessoalmente ou através de sua assessoria, foi procurado pelo referido jornal para tratar do assunto, como bem recomenda a prática do bom jornalismo, pautado na ética e na seriedade.

5. Depois do cancelamento do contrato com a Delta Construções S/A, uma nova licitação foi feita e a empresa vencedora foi a empresa Visatec, que é a atual responsável pela obra.
6. Por força do citado convênio, nenhum pagamento para a empresa que executa a construção do estádio pode ser feito sem a aprovação da Caixa Econômica Federal, que fiscaliza o serviço e libera o dinheiro.

7. Os ataques dos veículos do Grupo Liberal foram intensificados quando a Prefeitura, na gestão de Helder, decidiu cobrar na justiça o pagamento de débitos de IPTU, que atingem cerca de R$ 200.000,00, referentes ao imóvel situado no Conjunto Lago Azul, de propriedade de Rômulo Maiorana Júnior, de ISS da empresa Bis Eventos, ligada ao mesmo grupo Liberal, que realizou um evento no município e não pagou o imposto. Mencionados processos tramitam na Quarta Vara Cível de Ananindeua:

– Processo número 0012844-17.2011.814.0006 – EM EXECUÇÃO, referente a cobrança de débito do Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU), junto a prefeitura municipal de Ananindeua, no valor de R$ 61.831,21.

– Processo número 0012540-52.2007.814.0006 – EM EXECUÇÃO, referente a cobrança de débito do Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU), junto a prefeitura municipal de Ananindeua, no valor de R$ 48.926,17.

– Processo número 0014023-49.2012.814.0006 – EM EXECUÇÃO, referente a cobrança de débito do Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU), junto a prefeitura municipal de Ananindeua, no valor de R$ 19.201,32.

– Processo número 0013644-82.2008.814.0006 – EM EXECUÇÃO, referente a cobrança de débito do Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU), junto a prefeitura municipal de Ananindeua, no valor de R$ 17.510,74.

– Processo número 0012533-32.2009.814.0006 – EM EXECUÇÃO, referente a cobrança de débito do IMPOSTO SOBRE SERVIÇO (ISS), junto a prefeitura municipal de Ananindeua, no valor de R$ 41.484,75.

8. Ao longo dos anos, em consequência de notas e matérias jornalísticas inverídicas feitas pelas empresas do Grupo Liberal contra Helder Barbalho, já tramitam na Justiça do Pará seis processos com pedidos de indenização por danos morais movidas pelo ex-prefeito.

[divide style=”2″]

Para acompanhar mais notícias de Tailândia, Curta o Portal Tailândia no Facebook: facebook.com/portaltailandia.com.brSiga também o Portal Tailândia no Twitter e por RSS.

Assessoria de Comunicação Helder Barbalho

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.