Crédito: Divulgação / Banco Central do Brasil

O Governo Federal está estudando o pagamento de um benefício no valor de R$ 200, durante três meses, para compensar o fim do auxílio emergencial. Cerca de 30 milhões de pessoas, que estão fora do programa Bolsa Família e não tem carteira assinada, podem ser contempladas.  

Os três meses propostos serão o “período de avaliação” para o governo avaliar a gravidade da pandemia e caso ela se estenda, uma clausula de emergência será acionada para garantir o equilíbrio fiscal do país. 

Um outro valor está sendo estudado para quem já recebe o Bolsa Família e corresponde a um aumento transitório. A intenção é deixar clara a diferença entre a assistência social e o benefício pontual ao trabalhador. 

A proposta ainda deve ser analisada pela Câmara e Senado. O ministro da Economia, Paulo Guedes, deve se reunir com os presidentes das casas nos próximos dias.

Por: Globo.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *