Reprodução

O empresário sul-africano Elon Musk afirmou que um dispositivo sem fio desenvolvido pela empresa de chips cerebrais Neuralink deve começar testes clínicos em humanos em seis meses.

O bilionário afirmou que a ideia tem o propósito de restaurar a visão de pessoas.

“Queremos ser extremamente cuidadosos e ter certeza de que funcionará bem antes de colocar um dispositivo em um ser humano, mas acho que submetemos a maior parte de nossa papelada ao FDA e achamos que provavelmente em cerca de seis meses poderemos ter nosso primeiro Neuralink em um ser humano”, disse Elon Musk.

Chips polêmicos

O projeto, apresentado por ele em 2021,  envolve a Neuralink, uma sociedade comercial neurotecnológica cofundada por ele em parceria com outros oito empresários.

Os especialistas projetaram um chip para ser implantado em cérebros humanos e servir como interface com máquinas.

Os chips foram testados primeiramente em porcos e, depois, em macacos, o que acabou gerando controvérsias entre neurocientistas e pesquisadores.

A Food and Drug Administration, uma espécie de Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) dos EUA, ainda não se pronunciou sobre o caso.

Por: Metrópoles

Comentário
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *