Nove municípios já decretaram situação de emergência no estado.
Número de famílias atingidas passa de 9,5 mil.

Cheias deixam cidades do Pará debaixo d'água (Foto: Reprodução/TV Liberal)
Cheias deixam cidades do Pará debaixo d’água (Foto: Reprodução/TV Liberal)

Mais de 9 mil famílias já foram atingidas pelas cheias que castigam a população do Baixo Amazonas, nas regiões oeste e sudoeste do Pará. Os municípios de Porto de Moz, Alenquer, Óbidos, Almeirim e Monte Alegre decretaram situação de emergência neste mês, juntando-se às cidades que já tinham decretado emergência no início do ano: Santana do Araguaia, Altamira, São João do Araguaia e  Trairão.

Segundo a Defesa Civil estadual, 382 famílias ficaram desabrigadas, ou seja, tiveram de abandonar as casas, em todo o estado do Pará, por enchentes e enxurradas.

O coordenador-adjunto da Defesa Civil, José Augusto Almeida, diz que os municípios que optaram pelo decreto esgotaram seus recursos para o atendimento das vítimas. “Eles passarão a contar com recursos da União e do estado para assistência, socorro e remanejamento de famílias afetadas pela enchente para abrigos, quando for o caso”, diz Almeida.

De acordo com a Defesa Civil, o inverno não é considerado tão rigoroso como o registrado em 2009, mas as chuvas estão acima do normal. “O inverno amazônico varia muito”, afirma.

Em Santarém, o nível do Rio Tapajós, que tem cota de 7,5 metros, chegou a 7,8 m nesta sexta-feira (20). A servidora pública Izabel Colares conta que amigos e familiares que moram na cidade estão “debaixo d’água”. “Na Avenida Tapajós, na orla, a água volta pelos canos e a frente da cidade fica toda alagada. Bombas ficam em três pontos da orla, tirando a água. Não passa carro no local durante todo esse período. Entra água na rua do comércio inteiro e tudo fica alagado”, conta Izabel.

g1 pará

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O que aconteceu hoje, direto no seu e-mail

As notícias que você não pode perder diretamente no seu e-mail.