Crédito: Clauber Cleber Caetano/PR

No último domingo, 5, o presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou que “A Petrobras começa a anunciar redução no valor do combustível. São pequenas reduções todas as semanas”, afirmou o presidente. A declaração do presidente é uma resposta as críticas frequentes dos prefeitos ao valor do combustível e dos seus impactos no preço das passagens de ônibus.

O último reajuste nos combustíveis foi anunciado no dia 25 de outubro. Desde então, a cotação do barril de petróleo caiu o equivalente a 18,7%. Porém, as tensões com a variante Ômicron do coronavírus fizeram a demanda pelo insumo ficarem incertas, provocando a redução dos preços. Ainda surant5e seus comentários, o presidente voltou a destacar que a alta dos combustíveis é de responsabilidade dos governadores e da política tributária do ICMS adotada por cada um. Desta forma, o imposto estadual é variável no valor da bomba, desta forma tributando de forma dupla a gasolina e o diesel com os aumentos consequentes na bomba.

No entanto, a Petrobras não comentou a fala do presidente. Por ser uma empresa listada na bolsa de valores, mudanças na política de preços e informações sensíveis ao mercado devem ser comunicadas oficialmente na Comissão de Valores Imobiliários, o que não ocorreu até o fim do último domingo.

Por: UOL

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.