Manifestantes que interditava o trecho da avenida Augusto Montenegro, no bairro do Parque Verde em Belém reivindicam melhores condições de infraestrutura no conjunto, principalmente o asfaltamento da área.

Policiais da Rotam foram liberar a rodovia mas acabaram entrando em confronto com os manifestantes. (Foto:Isaac Senna/Rádio Clube)
Policiais da Rotam foram liberar a rodovia mas acabaram entrando em confronto com os manifestantes. (Foto:Isaac Senna/Rádio Clube)

Manifestantes interditam rodovia de Belém

Um grupo de manifestantes interdita parte da rodovia Augusto Montenegro na manhã desta segunda-feira (7), no trecho próximo à avenida Centenário, no bairro do Parque Verde, em Belém.

Os manifestantes fecharam a pista reivindicando melhores condições de infraestrutura. (Foto: Reprodução/Twitter @Medeiros_md)
Os manifestantes fecharam a pista reivindicando melhores condições de infraestrutura. (Foto: Reprodução/Twitter @Medeiros_md)

O grupo é formado por moradores das ruas Carlos Santos e  João Nunes, localizadas no bairro, que atearam fogo a pneus colocados na pista e impedem o trânsito de veículos no sentido Entroncamento/Icoaraci.

Eles reivindicam melhores condições de infraestrutura no conjunto, principalmente o asfaltamento da área. Segundo Jairo Amaral, morador da rua João Nunes há dez anos, a situação no local é precária. “Não temos asfalto, iluminação pública, segurança e nem o fornecimento de água é suficiente. Tivemos que protestar”, contou.

Os moradores ainda afirmam que já enviaram 12 ofícios à prefeitura de Belém pedindo intervenções na rua, mas que não obtiveram resposta.

Eles também dizem que pretendem interditar a pista até serem recebidos por um representante da prefeitura.

O trânsito está parado no local.

Polícia entra em confronto

Policiais militares da Rotam entraram em confronto com o grupo de manifestantes que interditava o trecho da avenida Augusto Montenegro, no bairro do Parque Verde, em Belém, durante a manhã desta segunda-feira (7). Os agentes estavam no local para desobstruir a pista, mas acabaram entrando em conflito com os moradores do local.

Os manifestantes afirmam que os policiais chegaram ao local informando que iriam liberar a pista a qualquer custo e começaram usar a força para retirar as pessoas da via. Ao sentir a resistência, os policiais teriam começado a usar bombas de gás lacrimogêneo, spray de pimenta e balas de borrachas para tirar os manifestantes.

O manifestante ficou desacordado por cerca de 30 minutos após receber um tiro de bala de borracha na testa. (Foto Isaac Senna/Rádio Clube)
O manifestante ficou desacordado por cerca de 30 minutos após receber um tiro de bala de borracha na testa. (Foto Isaac Senna/Rádio Clube)

Os moradores do local afirmam que a polícia abusou da truculência contra os manifestantes. Algumas pessoas que participavam da ação ficaram feridas, e um homem foi atingido por uma bala de borracha na cabeça e está desacordada. Ele está ainda está na pista, recebendo socorro dos outros manifestantes, enquanto espera a chegada de uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).

Os manifestantes ficaram dispersos por cerca de 30 minutos, enquanto uma equipe dos bombeiros retirava os pneus do local, mas após a saída da polícia, os moradores voltaram a interditar a via.

[divide style=”2″]

DOL com informações de Isaac Senna/DOL e Rádio Clube)

Para acompanhar mais notícias do Pará, Curta o Portal Tailândia no Facebook facebook.com/portaltailandia.com.br. Siga também o Portal Tailândia no Twitter e por RSS.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.