Revista objetivou detectar o uso de celulares, armas, entorpecentes e outros materiais proibidos por lei, além de prevenir motins e planos de fuga.

celulares-apreendidos-americano

A Superintendência do Sistema Penitenciário (Susipe) fez nesta quinta-feira (16) uma revista planejada em três unidades prisionais do Complexo de Americano, em Santa Izabel do Pará, Região Metropolitana de Belém. A operação “Sentinela Americano” ocorreu em parceria com a Polícia Militar nos Centros de Recuperação Pará I, II e III.

A operação teve o objetivo de fazer uma revista rigorosa nas unidades para detectar o uso de celulares, armas, entorpecentes, estoques e outros materiais proibidos por lei, além de prevenir possíveis motins ou rebeliões e interceptar planos de fuga. A revista manual, feita pela manhã, teve como saldo a apreensão de 50 aparelhos celulares, 20 carregadores, 29 baterias, 16 chips, 36 estoques, onze fones de ouvido e certa quantidade de material supostamente entorpecente.

Segundo o diretor do Centro de Recuperação Penitenciário do Pará III, Janderson Souza, a entrada de aparelhos celulares nas penitenciárias é hoje o maior problema enfrentado pelos órgãos de segurança pública em todo o país. “Isso ocorre de duas maneiras: a primeira é por negligência na revista pessoal e a segunda é por facilitação do servidor recebendo alguma vantagem”, esclareceu.

Outro fator que explica a grande quantidade de material é a ausência de um equipamento mais moderno no momento da revista. “Ainda não conseguimos um aparelho eficiente para coibir a facilitação da entrada desse material nas penitenciárias. Muitos telefones entram escondidos nas partes íntimas dos visitantes, o que dificulta a revista”, explicou.

Durante a ação, nos Centros de Recuperação do Pará I e II não foi registrada nenhuma ocorrência com maior gravidade. No Centro III, dois detentos foram agredidos por outros internos em um suposto acerto de contas. A polícia precisou intervir para dispersar os presos envolvidos na situação e usou balas de borracha. Um dos disparos atingiu um interno na perna esquerda. Ele recebeu atendimento médico na própria unidade prisional e passa bem.

Os internos que foram agredidos tiveram apenas ferimentos leves e foram encaminhados ao Hospital de Urgência e Emergência de Santa Izabel. Eles já foram liberados, e após prestar depoimento à polícia retornaram à unidade prisional. Por medida de segurança, eles ficarão custodiados em outro bloco carcerário. Todo material apresentado na Delegacia de Santa Izabel será entregue à perícia.

[divide style=”2″]

Para acompanhar mais notícias de Tailândia e Região, curta o Portal Tailândia no Facebook: facebook.com/portaltailandia.com.brSiga também o Portal Tailândia no Twitter e por RSS.

Agência Pará

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *