FutebolCampeonato Paraense

Jogadores do Clube do Remo comemoram a conquista do título de campeão do Parazão, apos vitória sobre o Águia, de Marabá

Depois de toda a indecisão sobre onde seria realizada a partida, o público – superior a 40 mil pessoas – correspondeu às expectativas e compareceu ao Estádio Olímpico do Pará, o Mangueirão, para acompanhar a partida entre Clube do Remo e Águia, de Marabá, que se enfrentaram na tarde deste domingo (29), no jogo da volta válido pela final do segundo turno do campeonato paraense, que terminou com o Remo conquistando o título de campeão do Parazão.

No primeiro jogo entre as duas equipes, realizado em Marabá (no sudeste paraense), o Remo venceu por 1 x 0, e hoje, se perdesse pelo mesmo placar, seria o campeão do segundo turno. Para o Águia só uma vitória, por dois gols de diferença, garantiria o título.

O time de Marabá, que já foi em duas oportunidades finalista do campeonato, em 2008 e 2010, jamais se sagrou campeão paraense, perdendo nas duas finais para Remo e Paysandu, respectivamente. Neste domingo, o “Azulão” veio a Belém disposto a vencer. Tendo que reverter a vantagem do time azulino, o Águia tomou a iniciativa e começou atacando. O Remo tentou contra atacar, mas sem levar muito perigo ao adversário. Com esse equilíbrio, o primeiro tempo não saiu do 0 a 0.

No segundo tempo, o jogo continuou equilibrado. Aos 31 minutos, Marciano cruzou para Fábio Oliveira, que abriu o placar para o Remo, aumentando a vantagem na decisão, e levando a torcida que lotou o Mangueirão a comemorar o título. Para deixar a festa ainda melhor, aos 36 minutos Jhonnatan recebeu livre dentro da área e chutou cruzado no ângulo do goleiro Alan, para fazer 2 x 0 Remo.

Desde 2008 sem ser campeão, o Clube do Remo, que possui 42 títulos, dois a menos que o rival Paysandu, agora enfrentará o Cametá, que vai disputar sua primeira final de campeonato paraense. Os jogos estão marcados para os próximos domingos, dias 06 e 13 de maio.

FICHA TÉCNICA

Clube do Remo: Jamilton, Thiago Cametá (Cássio), Edinho, Diego Barros, Aldivan, Juan Sosa, Adenísio, Jhonnatan (Alan Petherson), Reis, Joãozinho (Marciano) e Fábio Oliveira. Técnico: Flávio Lopes.

Águia: Alan, Leo Rosas (Júlio Ferrari), Roberto, Charles, Rayro (Diego Biro), Analdo, Marquinho, Vando, Flamel, Valdanes e Branco. Técnico: João Galvão.

Árbitro: Joelson Santos da Silva

Local: Estádio Olímpico do Pará, o Mangueirão

Renda: R$ 367.094,00

Público total: 40.139

 

Agência Pará

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.