Recuado, o Uruguai tentava em vão recuperar a bola e apostar em um contra-ataque. O Placar final ficou em Espanha 2 x 1 Uruguai.

02espanhoisvencem

Atual campeã mundial e bicampeã europeia, a Espanha teve uma estreia tranquila na Copa das Confederações neste domingo, na Arena Pernambuco, no Recife. Com gols de Pedro e Soldado, o time de Vicente del Bosque dominou amplamente o Uruguai e venceu por 2 a 1 os campeões sul-americanos, confirmando o favoritismo em sua estreia no Grupo B da competição. Suárez descontou para a equipe celeste.

Com sete jogadores do Barcelona em campo, o time espanhol manteve a característica de posse de bola e controlou totalmente o ritmo da partida. O goleiro Casillas mal foi ameaçado e pouco teve que trabalhar durante os 90 minutos, enquanto o Uruguai, mesmo com os atacantes Cavani e Suárez em campo, mais correu atrás da bola do que jogou.

Com a vitória, a Espanha chega a três pontos e lidera o Grupo B, deixando o Uruguai na lanterna temporária. A outra partida da chave nesta primeira rodada é entre Nigéria e Taiti, que se enfrentam às 16h (de Brasília) desta segunda-feira, no Mineirão.

 

O jogo

O técnico Vicente del Bosque surpreendeu ao escalar um centroavante fixo – e mais ainda por escolher Roberto Soldado para a função, deixando no banco os mais badalados David Villa e Fernando Torres. E logo aos 4min, após período de domínio total da Espanha, Soldado quase abriu o marcador: Alba cruzou da esquerda e a bola passou com perigo na frente do atacante na área.

Recuado, o Uruguai tentava em vão recuperar a bola e apostar em um contra-ataque. A Espanha trocava passes à vontade e ameaçava os sul-americanos. Aos 10min, Alba tocou para o meio, Iniesta fez o corta-luz e a bola chegou a Fabregas, que acertou a trave da entrada da área. Cinco minutos depois, após tabela espanhola, Iniesta chutou de fora, sem assustar o goleiro Muslera.

03soldadocelebraespuru
Centroavante Soldado saiu jogando na Espanha e marcou o segundo gol Foto: Marcelo Pereira / Terra

O gol enfim saiu aos 20min. Após escanteio mal afastado da área uruguaia, Pedro emendou de primeira; a bola rebate na canela de Lugano e enganou Muslera. A torcida no Recife, que ensaiava vaias quando a Espanha trocava passes na defesa, ficou mais acesa. E o Uruguai teve sua primeira chance aos 28min: Suárez levantou na área em cobrança de falta e Cavani raspou de cabeça, mas Casillas segurou firme.

Mas pouco adiantou. A Espanha seguiu dominante e ampliou aos 31min: Fabregas conduziu a bola pelo meio, fez fila e deu um lindo passe para deixar Soldado na cara do gol. O centroavante dominou e bateu firme na saída de Muslera: 2 a 0. O terceiro só não veio aos 37min por causa de uma defesa de reflexo do goleiro uruguaio, após desvio à queima-roupa de Piqué. O primeiro tempo foi todo espanhol.

A segunda etapa não começou diferente. Enquanto a Espanha trocava passes e avançava facilmente pelo campo, o Uruguai corria atrás da bola e não conseguia chegar à área. Sem ser incomodado, o ímpeto espanhol foi caindo gradativamente, fazendo o tempo passar e não deixando a equipe sul-americana ter posse de bola.

 

A segunda etapa não começou diferente. Enquanto a Espanha trocava passes e avançava facilmente pelo campo, o Uruguai corria atrás da bola e não conseguia chegar à área. Sem ser incomodado, o ímpeto espanhol foi caindo gradativamente, fazendo o tempo passar e não deixando a equipe sul-americana ter posse de bola.

O Uruguai começou a chegar mais forte nas divididas, mas a Espanha seguia soberana. Aos 18min, Pedro teve chance dentro da área após jogada pela esquerda, mas chutou torto, para fora. Tabárez tentou a reação colocando dois jogadores ofensivos em campo: o meia Lodeiro e o atacante Forlán, nos lugares dos volantes Pérez e Gargano.

Os uruguaios passaram a ver mais a bola a partir da metade do segundo tempo, mas ainda nada que pudesse ameaçar o tranquilo Casillas no gol da Espanha. Aos 29min, Rodríguez arrancou pela esquerda e arriscou de longe, mas errou o alvo. No fim, o Uruguai conseguiu diminuir na bola parada: aos 43min, Suárez bateu falta com perfeição sobre a barreira e acertou o ângulo de Casillas. Mas não havia mais tempo para uma reação.

 

FICHA TÉCNICA

 

Espanha 2 x 1 Uruguai

 

Gols
Espanha:
Pedro, aos 20min, e Soldado, aos 31min do 1º tempo
Uruguai: Suárez, aos 43min do 2º tempo

 

Espanha: Casillas; Arbeloa, Piqué, Sergio Ramos e Alba; Busquets e Xavi (Martínez); Pedro (Mata), Fabregas (Cazorla) e Iniesta; Soldado. Técnico: Vicente del Bosque

 

Uruguai: Muslera; Maxi Pereira, Lugano, Godín e Cáceres; Pérez (Forlán), Gargano (Lodeiro) e Cristian Rodríguez; Gastón Ramírez (Álvaro González); Suárez e Cavani. Técnico: Óscar Tabárez

 

Cartões amarelos
Espanha:
Piqué e Arbeloa
Uruguai: Cavani e Lugano

 

Árbitro
Yuichi Nishimura (Japão)

 

Local
Arena Pernambuco, Recife (PE)

 

 

Terra
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.