No entanto, depois das várias vitórias que a Apple teve frente ao “Caso Android”, está a começar a ter grandes problemas nos vários tribunais europeus onde tem casos abertos.

A noticia foi avançada pela agência Bloomberg que teve conhecimento da decisão do juiz britânico Colin Birss, encarregue do caso no Reino Unido.

O caso teve inicio no dia 9 de Julho e nesta primeira decisão, por um lado favorável às duas empresas, o juiz concluiu que o Galaxy Tab 10.1 e o 7 não infringiam as patentes de design do iPad porque estes não seguem as mesmas linhas de simplicidade e não são tão “cool” como o tablet da Apple.

No entanto, a decisão final ficou marcada para hoje e não poderia ter sido pior para a gigante de Cupertino.

O juiz obrigou a criadora do iPad a escrever um comunicado tanto no seu site britânico como em vários jornais e revistas do país, a referir que a Samsung não violou as patentes de design do iPad. Não poderia ser pior, fazer publicidade à sua maior rival no seu próprio site. Contudo, a decisão não fica por aqui, para além da Apple estar obrigada a fazer publicidade à sua rival no seu site, está também obrigada a manter o comunicado durante seis meses para limpar a má impressão causada à gigante Sul-Coreana.

Também na Alemanha e nos Estados Unidos da América a Apple tem em aberto o mesmo caso, no entanto, a Samsung não teve o mesmo sucesso, já que na Alemanha a juíza Lucy Koh concluiu que o tablet violou patentes de design do iPad, acabando assim por banir a sua comercialização no mercado alemão.

Esta decisão foi importante, porque se trata da primeira decisão final que distingue o design do iPad do design do Galaxy Tab e trata-se da primeira tentativa de equilíbrio.

No entanto, e ironicamente, estas decisões de banir o Galaxy Tab 10.1 de vários mercados, já não causam grande impacto à Samsung, uma vez que os tablets em questão estão em grande parte obsoletos e foram substituídos por outros modelos mais modernos e com um design não tão “iPad Like”.

Depois desta decisão e da decisão do caso HTC Slide-to-Unlock, chegou a vez de um tribunal alemão considerar que o Motorola Xoom não violou patentes de design do iPad, tornando as tentativas da Apple de banir a comercialização destes equipamentos no mercado europeu muito difíceis.

Contudo, como seria óbvio, a gigante de Cupertino recorreu a esta decisão do juiz britânico por considerar demasiado mau ter que fazer publicidade à sua rival no seu próprio site.

 

 

Via PPLWARE

Comentário
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *