(Foto: reprodução)
(Foto: reprodução)
(Foto: reprodução)

O Photoshop é um programa pesado e normalmente requer um computador potente para uma execução satisfatória, mas a Adobe está trabalhando nisso, em conjunto com o Google. O resultado disso é que as empresas chegaram a uma versão do software chamada Photoshop Streaming, que pode ser executada no navegador, finalmente já pode ser testada.

Por enquanto, as empresas estão liberando o uso desta versão do serviço apenas para instituições educacionais e o período de testes irá durar por seis meses.

O Photoshop Streaming funciona de forma simples. Quem tem acesso só precisa baixar um aplicativo na Chrome Web Store e executá-lo. Em seguida, a pessoa é conectada a um servidor que roda a versão tradicional do Photoshop 2014 e todo o processo é feito por streaming. A interface é exibida como se fosse um vídeo para o usuário, com a diferença que o javascript recebe seus comandos e o envia de volta para o servidor, onde eles são processados e transformados em ações.

Isso significa que num futuro não muito distante, será possível rodar o Photoshop em qualquer computador que tenha o navegador Chrome. Até mesmo os Chromebooks, que têm pouco poder de processamento, seriam capazes de executar o programa sem problemas, basta ter uma conexão estável com a internet. Isso explica o interesse profundo do Google no projeto.

O diretor de engenharia da Adobe, Kirk Gould, diz ao site The Verge que o serviço está cerca de 90% pronto, mas ainda tem limitações, como o fato de apenas trabalhar com arquivos gravados no Google Drive. Também há funções que ainda não estão prontas, como impressão, ou recursos que dependam de uma GPU, como as funções 3D do programa.

 

Olhar Digital

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *