(Foto: divulgação)
(Foto: divulgação)
(Foto: divulgação)

Os aplicativos móveis têm vindo a proliferar pelas várias lojas dedicadas e há atualmente um hábito tão grande em instalá-las que quase já nem se repara no tipo de permissões que está aceitando.

Que existem aplicativos que pedem permissões que não fazem qualquer sentido, isso é mais que conhecido, mas agora um estudo encomendado pela Global Privacy Enforcement Network, mostra que 75% dos aplicativos móveis, além de pedir acesso aos dados pessoais do utilizador, não são claras nem transparentes quanto às suas políticas de privacidade.

A identificação de demasiadas permissões exigidas e falta de clareza das políticas de privacidade de muitos aplicativos móveis foram o mote para o desenvolvimento deste estudo sobre a privacidade móvel.

No total, foram analisadas 1211 aplicativos móveis distribuídas pelas lojas da Apple e da Google, gratuitas e pagas e de diferentes áreas e setores, desde jogos, aplicativos de saúde e fitness, notícias, aplicativos bancários, entre tantas outras categorias.

No estudo estiveram envolvidas 26 entidades de todo o mundo responsáveis pela área da privacidade associada aos aplicativos móveis que analisaram os tipos de permissões que os aplicativos móveis pediam, se essas permissões ultrapassavam as funcionalidades desses aplicativos e, por fim, se as políticas de privacidade eram esclarecedoras para os consumidores sobre a forma como esses dados seriam posteriormente tratados.

No gráfico desenvolvido pelo Statista são perceptíveis os tipos de permissões de dados pessoais exigidas pelas 1211 aplicativos móveis, que no seu conjunto perfazem os 75%.

aplicativos_dados_utilizador

Destes casos, 59% não esclareciam convenientemente o tipo de dados que iam ser recolhidos na fase de aceitação das permissões e um terço destes pedidos foram considerados, pelas entidades envolvidas no estudo, como irrelevantes para as funcionalidades dos aplicativos.

 

PPLWARE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *