Implantado em 2017, o serviço já fez mais de 1.300 transferências. (foto: Josenaldo Jr / Portal Tailândia)

Mesmo aos finais de semana, os profissionais da saúde de Tailândia, nordeste paraense, não param.

Dona Maria do Socorro Bernardina de Sousa, de 90 anos, precisou ser transferida na tarde deste domingo (10), para uma unidade de saúde na capital, após sofrer um infarto. Inicialmente ela recebeu atendimento no Hospital Geral do Município, em seguida, precisou de atendimento especializado.

A neta da paciente, Angelita Alves, relata que sua família já utilizou o aeromédico e ressalta a qualidade do serviço:

“Há um ano o aeromédico levou a minha sogra, foi muito bem atendida e agora está levando a minha avó. Espero que seja vitoriosa essa viagem! Quero agradecer ao prefeito Macarrão que sempre colabora com a gente na hora da necessidade.”

Angelita Alves, neta de paciente transferida pelo serviço aéreo.

Além da idosa, uma gestante com complicações no parto também recebeu os cuidados da equipe do aeromédico e Samu.

Só neste fim de semana, foram três transferências, como relata o responsável pelo serviço, Nianco Reges.

“É um serviço que não para. Faça chuva ou faça sol, independente do dia da semana ele segue. Todos nós da Saúde temos esse compromisso,”

ressaltou Nianco.

O serviço aeromédico

Uma das transferências do serviço aéreo de saúde de Tailândia (foto: Cleyton Rogério/Portal Tailândia))

O aeromédico foi implantado em 2017, com o início do novo governo do prefeito Paulo Jasper (Macarrão) e, até março deste ano, o serviço já fez mais de 1.300 transferências.

Comentário
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *