A morte de pessoas que cometem suicídio desmonta qualquer família, além de pegar amigos e pessoas próximas de surpresa. A depressão, uma das maiores causas que leva o individuo a cometer tão barbaridade, precisa de tratamento. O Portal Tailândia, assim como outros grandes veículos de comunicação, adotou em sua linha editorial de não cobrir casos envolvendo suicídio, exceto os que possam envolver autoridades ou pessoas conhecidas, para evitar incentivar pessoas a cometer tal ato.

Dados divulgados pelo Ministério da Saúde mostram que o índice de suicídios cresceu entre 2011 e 2015 no Brasil. Segundo a pasta, esta é a quarta maior causa de mortes entre jovens de 15 e 29 anos no país.

Em 2011, foram 10.490 mortes: 5,3 a cada 100 mil habitantes, comparados séria a mesma média de homicídios de uma cidade do tamanho de Tailândia, no nordeste paraense. Já em 2015 o número chegou a 11.736: 5,7 a cada 100 mil, segundo dados são do Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM).

Os homens são os que apresentam as maiores taxas de mortalidade, 79% do total, enquanto o número de mulheres é 3,6 vezes menos, 21%. Viúvos, solteiros e divorciados também foram os que mais morreram por suicídio (60,4%).

Os dados mostram que os indígenas são os que mais cometem suicídio (15,2), se comparados com brancos (5,9) e negros (4,7). Assim como os moradores da região do Sul do Brasil, que morreram mais por conta de suicídio, enquanto os índices do Nordeste são os mais baixos.

O meio mais utilizado é o enforcamento: 66,1% entre os homens e 47% as entre mulheres, seguidos por intoxicação exógena e armas de fogo, consecutivamente.

Já em relação às tentativas de suicídio, as mulheres são maioria (69%) e 31,1% tenta mais de uma vez. Entre 2011 e 2016 ocorreram 48.204 tentativas e o principal meio é envenenamento ou intoxicação (58%).

CAPS

O estudo também mostrou que a existência de um Centro de Atenção Psicossocial (Caps) nas cidades reduz em 14% o risco de suicídio, mas essas instituições estão presentes em apenas 2463 dos quase 6 mil municípios brasileiros.

O Caps em Tailândia atende ativamente mais de 800 pacientes, acompanhados por psicólogos, além de outros tratamentos.

As iniciativas se unem ao plano da Organização Mundial da Saúde (OMS), que visa diminuir o número de suicídios em 10% até o ano de 2020. (Atualmente, 800 mil pessoas cometem suicídio anualmente no mundo.)

AJUDA 

Saiba como agir quando alguém apresentar sinais de comportamento suicida

– Não deixe a pessoa sozinha

– Remova álcool, drogas, medicamentos ou objetos afiados que possam ser usados em uma tentativa de suicídio

– Procure ajuda médica. Leve a pessoa a um pronto atendimento ou busque ajuda de um especialista em saúde mental

Fonte: Revista Galileu
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *