A Polícia Civil, através da delegacia de Tailândia, nordeste do Pará, prendeu na manhã de terça-feira (13) Mislamônica Araújo dos Santos, 25 anos, acusada de planejar a morte de um garoto de 10 anos de idade.

A acusada chegou a oferecer a quantia de R$ 1.500 reais para um pistoleiro executar o a criança. Mas ela exigiu que fosse dentro da igreja que o menino frequentava, ainda indicou o horário, às 9h da manhã.

O crime foi descoberto pela polícia, depois que um dos homens procurado para executar o menino foi até a delegacia denunciar o caso. As mensagens de uma rede social foram encaminhadas aos policiais, comprovando a pretensão do crime.

Mislamônica Araújo foi presa em casa, no bairro Vila Macarrão, pelo delegado Luís Gustavo com apoio dos investigadores Domingos Mariano e Luís Miranda. No depoimento ao delegado, a mulher confessou o crime.

Ela contou aos policiais que mantinha um relacionamento com o pai do menino e pelo fato do garoto não gostar dela e atrapalhar o relacionamento do casal, resolveu contratar alguém para matar a criança.

A mãe da acusada negou que ela tenha algum problema psicológico. Mislamônica Araújo continua presa na delegacia de Tailândia, onde vai responder pelo crime que cometeu.

Comentário
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *