Na semana mais crítica da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), o vírus que já matou mais de 16 mil pessoas em diversos países, incluindo o Brasil, com 34 mortes confirmadas até momento, os governantes buscam de todas as formas que as pessoas permaneçam em suas casas para retardar a proliferação da doença. 

O Pará confirmou na manhã de segunda-feira (23), o 5ª paciente diagnosticado com o Covid-19. Embora o número pareça baixo, são 206 casos suspeitos. Medidas são tomadas para evitar um colapso no sistema de saúde.

Tailândia, cidade apenas a 230 quilômetros de Belém, foi montado um comitê de crise para monitorar e conter o avanço da pandemia, além de traçar medidas necessárias e integradas entre Prefeitura de Tailândia, Câmara Municipal, Polícia Militar, Conselho Municipal de Pastores, Corpo de Bombeiros e Hospital Geral de Tailândia.

Uma das principais dificuldades das autoridades é manter moradores em suas casas para evitar aglomerações, uma espécie de isolamento social espontâneo, principalmente para pessoas com sintomas de gripe. O que vem sendo pedido pelos chefes do Executivo e Legislativo, além das autoridades em saúde.

Além do vírus, a disseminação de Fake News é outro problema enfrentado na luta contra o avanço da pandemia, o que acaba dificultando o trabalho dos profissionais de saúde, e criando desinformação junto a população.

No município aulas foram suspensas e atendimento ao público em diversos setores sofreram alteração e outros deixaram de atender fisicamente. Além de bares, restaurante e casas de shows serem obrigados a baixarem as portas para obedecer decreto estadual. Algumas igrejas, por bom senso, passaram a transmitir os cultos online para evitar aglomerações nos templos.

O prefeito do município, Paulo Liberte Jasper (Macarrão), incluso no grupo de risco por ter mais de 60 anos, apela para esse bom senso entre todos. Ele adianta que todos as medidas serão tomadas seguindo os governos Estadual e Federal.

Quarentena para servidores na faixa de risco

Foi determinado pelo prefeito do município, que servidores com mais de 60 anos e pessoas na faixa de risco, fossem colocados em quarentena domiciliar.

Com mais de 100 mil habitantes, Tailândia possui 1 caso suspeito e nenhum confirmado até o início desta semana, mas a população precisa ficar ciente que isso poderá ocorrer a qualquer momento.

Enquanto as autoridades se preparam para chegada do vírus, centenas de moradores permanecem sem alterar suas rotinas, sem medo do que podem enfrentar pela frente, embora as previsões não sejam otimistas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O que aconteceu hoje, direto no seu e-mail

As notícias que você não pode perder diretamente no seu e-mail.