Foto: Igo Estrela/Metrópoles

Senadores que compõem a CPI da Covid-19 decidiram, em almoço realizado nesta quarta-feira (11/8), que vão sugerir o indiciamento do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) por charlatanismo e curandeirismo, além de publicidade enganosa.

A informação foi noticiada pela colunista Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo.

O indiciamento se dará pela defesa que Bolsonaro fez de medicamentos ineficazes no tratamento da Covid-19.

Nesta quarta, os senadores ouvem o depoimento do CEO da farmacêutica Vitamedic, Jailton Batista, que lucrou com a venda de ivermectina na pandemia.

A decisão parte de consenso entre o comando da CPI da Covid. No almoço, estavam os senadores Omar Aziz (PSD-AM), Renan Calheiros (MDB-AL) e Randolfe Rodrigues (Rede-AP).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *