A preservação ambiental e a responsabilidade social estão inseridas na cultura da Agropalma, maior produtora de óleo de palma sustentável da América Latina. Entre as ações desenvolvidas, a companhia uniu esses dois elementos no projeto Aliança, para reciclagem de resíduos de suas unidades na região de Tailândia (PA), por meio de uma parceria com a Recicle, empresa recicladora local.

“O projeto surgiu em meados do segundo semestre de 2019, quando a Recicle entrou em contato conosco, por intermédio do nosso Departamento de Meio Ambiente, e apresentou sua proposta de trabalho e o interesse na parceria. Considerando que a Agropalma pagava pela destinação dos resíduos recicláveis, achamos muito interessante a iniciativa, por visar a valorização do trabalho das prestadoras de serviços da comunidade local, além da oportunidade de reduzirmos os custos com essa atividade”, afirma Raimundo Gonçalves Ferreira Júnior, gerente corporativo de Saúde, Segurança e Meio Ambiente da Agropalma.

A empresa firmou um acordo para doação de papel, papelão, plástico e ráfia à Recicle, que tem a responsabilidade de destinar corretamente esses materiais. “De maneira simples, a reciclagem pode ser entendida como o processo de reaproveitamento pelo qual passam objetos usados, a fim de que novos produtos possam ser confeccionados a partir deles. Assim, a Recicle tem grande importância nesse processo, proporcionando a destinação final ambientalmente correta dos resíduos recicláveis gerados pela Agropalma.”

O projeto tem crescido gradativamente, com uma média atual de 1.647 kg de resíduos recolhidos por mês, mas a empresa prevê novas ações. “A expectativa é que, até o fim deste primeiro semestre, a evolução seja notável em todas as etapas do programa. Temos várias fases na implantação deste projeto e uma delas é focada na conscientização dos colaboradores quanto à segregação dos resíduos gerados nas atividades. O assunto tem sido tema das nossas reuniões de Diálogos Diários de Segurança e Meio Ambiente, realizados nas áreas administrativas e operacionais”, explica Raimundo Júnior.

A Agropalma mantém uma equipe que trabalha exclusivamente no recolhimento dos materiais para reciclagem. As áreas são responsáveis pela segregação dos resíduos no momento da geração e, em seguida, a empresa dedicada à coleta interna recolhe esse material e encaminha a uma central, onde é feita a separação em baias específicas para cada tipo de resíduo. “Quando atingimos uma quantidade apropriada para recolhimento, nosso Departamento de Meio Ambiente aciona a Recicle, que faz a coleta, o transporte e a destinação final dos resíduos. Nossa equipe acompanha todas as etapas.”

O gerente destaca que esse tipo de projeto é de grande importância para a Agropalma. Além de promover uma ação sustentável, visando o atendimento às normas e requisitos legais e o desenvolvimento das boas práticas no ambiente interno e externo, a companhia exerce seu papel socioambiental, agregando valores às comunidades locais. “Principalmente, pelo fato de termos uma grande quantidade de resíduos gerados diariamente em todo o mundo, a reciclagem se torna, cada vez mais, uma atitude imprescindível para a manutenção da saúde da população e das futuras gerações”, conclui Raimundo Júnior.

Recicladora familiar

A Recicle começou suas atividades há cinco anos, como uma cooperativa. “Iniciamos nosso trabalho com o recolhimento de resíduos na comunidade. Fizemos um levantamento e identificamos que a maioria da população descartava esses materiais de maneira imprópria, causando impactos negativos ao meio ambiente. A partir daí, para ampliar nossa atuação, buscamos o apoio do setor privado, identificando empresas geradoras desses materiais para propor parcerias, como a Agropalma. Além da coleta, fazemos todo o tratamento do material, antes da venda, como lavar e prensar os plásticos”, afirma Marcos Castro Ramos, sócio-proprietário da Recicle.

Ramos destaca que, atualmente, 30% do total de resíduos gerados na região de Tailândia têm a destinação correta, com o devido reaproveitamento para produção de novos materiais. “Temos o objetivo de aumentar esse índice, contando com o suporte de outras companhias da região. Hoje, nossa empresa é basicamente familiar, mas queremos ampliar nossa atuação e criar novas oportunidades para os trabalhadores da comunidade.”


A Agropalma é a maior produtora de óleo de palma sustentável da América Latina e sua atuação perfaz toda a cadeia produtiva, da produção de mudas ao óleo refinado e gorduras especiais. Sua trajetória começou em 1982, no município de Tailândia, no Pará. Atualmente, a empresa conta com seis indústrias de extração de óleo bruto, um terminal de exportação e uma refinaria de óleo de palma, e emprega cerca de 4.500 colaboradores. O compromisso da Agropalma com o meio ambiente é um de seus valores, o que é representado, na prática, por certificações ambientais, abrangendo insumos, matérias-primas e 100% de sua produção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *