Foto: Divulgação

A Prefeitura de Tailândia decretou situação de emergência e calamidade pública em Tailândia, nordeste do Pará, devido às fortes chuvas que provocaram alagamentos, danos e rompimento da PA-150 neste último fim de semana.

O decreto foi assinado pelo prefeito Paulo Liberte Jasper (Macarrão), neste segunda-feira (16) e terá vigência por 180 dias. A Secretaria Municipal de Administração ficará a frente da coordenação das ações de assistência a população atingida pelas chuvas.

O decreto, segundo a PMT, é devido aos dois dias de fortes chuvas no município, o que provocou inundações, alagamentos, enxurradas em diversas áreas do município, principalmente no distrito Palmares. Além da interdição de um trecho da PA-150, depois de um rio transbordar. A rodovia estadual continua interditada neste segunda-feira.

Além dos transtornos, os alagamentos podem provocar proliferação de doenças como dengue, zika, leptospirose, sarampo, rubéola e outras.

PA-150

Após um fim de semana inteiro de chuva, a rodovia PA-150, no trecho do distrito Palmares, em Tailândia, nordeste do Pará, foi interditada após transbordamento de rio.

A guarnição da Polícia Militar no Palmares foi acionada e interditou a passagem de veículos pelo iminente risco de acidentes no local.

Distrito Palmares

Além do problema na PA-150, grande parte do distrito Palmares ficou em baixo d’água. Vários vídeos foram divulgados por moradores, mostrando ruas e casas alagadas.

Em um deles, um morador utiliza uma canoa para mostrar o volume de água que caiu sobre a localidade e o estado que ficaram as ruas.

Previsão de Chuvas

A previsão é que as chuvas nessas regiões continuem intensas durante todo o mês de março, ultrapassando os 500 milímetros.

Os dados da estação do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), integrante da Rede de Previsão Climática e Hidrometeorológica do Pará (RPCH), coordenada pelo órgão ambiental estadual.

Esse é o segundo fim de semana consecutivo que as chuvas atingem os municípios paraenses e causam inundações, transtornos e alagamentos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.