Uma mulher procurou a delegacia de Polícia Civil na terça-feira (17), para registrar uma Boletim de Ocorrência, após ela e os filhos serem vítimas de injúria racial em Tailândia, nordeste paraense.

Segundo a denunciante, as ofensas partiram da própria vizinha. A vítima relatou que após solicitar um serviço do esposo da mulher, ela e os filhos teriam sidos chamados de “macacos’ durante um desentendimento entre elas.

De acordo com a vítima, as ofensas proferidas pela vizinha já teriam ocorrido anteriormente.

A Polícia Civil deve intimar a vizinha para prestar depoimento e iniciar as investigações sobre o caso.

Penas aumentadas
Com o novo texto, a pena prevista para o crime de injúria racial – caracterizado quando a motivação é relacionada a raça, cor, etnia ou procedência nacional – que era de um a três anos, passou a ser de dois a cinco anos de reclusão.

Comentário
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *