Uma mensagem com palavras de puro ódio, escritas em uma carteira escolar do colégio Estadual São Francisco de Assis, deixou diretores, professores, alunos e pais em alerta, no município de Tailândia, nordeste do Pará.

O caso aconteceu na última semana, mas apenas agora ganhou notoriedade. A mensagem com dizeres “40 morre“, “morra“, “vou matar todo mundo da escola“, “outro terro vai acontecer” “sangue” e “odeio todo mundo“, o autor da mensagem ainda é desconhecido.

A direção da escola acionou as policias Militar e Civil, além do Corpo de Bombeiro e monitora todo movimento no interior da instituição de ensino.

Não está descartada a possibilidade de ser apenas uma brincadeira. Mas o objetivo é identificar o autor e oferecer ajuda para evitar o pior.

Massacre de Suzano

Dois adolescentes encapuzados mataram a tiros sete pessoas na Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano (SP), e cometeram suicídio em seguida, segundo a polícia.

O crime ocorreu no dia 13 de março e chocou o país. Os assassinos – Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, e Luiz Henrique de Castro, de 25 – eram ex-alunos do colégio.

Planejamento de ataque no Pará

No dia 19 de março, uma adolescente de 15 anos planejava incendiar a Escola Estadual Helena Guilhon, no conjunto Satélite, bairro do Tapanã, em Belém.

O pai da menina descobriu que o plano da menina foi arquitetado depois de uma série de ataques que ela vinha sofrendo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *