Após passar por Júri Popular, Benedito Perez Campelo foi condenado a 32 anos de reclusão em regime inicial fechado pelo assassinato de João Gomes da Silva, conhecido como “Russo”, de 62 anos. A época a vítima era prefeito de Goianésia do Pará.

VEJA TAMBÉM
Homem é morto a tiros no distrito Palmares, em Tailândia
Idoso desaparece após viajar para Tailândia/PA
Motociclista perde controle e cai em vala às margens da PA-150

O júri aconteceu na última segunda-feira (23) na Comarca de Goianésia do Pará, e foi presidido pelo juiz Henrique Carlos Lima Alves Pereira.

“Russo” foi morto a tiros no dia 24 de janeiro de 2016, durante um velório no centro do município. Benedito simulou um assalto e, em seguida, efetuou sete disparos de arma de fogo que atingiram o prefeito, que faleceu no mesmo local.

Após investigações a polícia descobriu que o mandante do crime teria sido o ex-vereador José Ernesto da Silva Branco, que também foi morto a tiros, esse pretendia concorrer ao cargo de prefeito nas eleições municipais de 2016.

Goianésia do Pará passa por novo processo eleitoral, onde terá eleição suplementar para definir o novo prefeito. O filho do ex-prefeito “Russo”, o “Russinho”, disputa o cargo com mais três candidatos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *