Moradores de duas comunidades da região garimpeira de Itaituba, no sudoeste do estado, foram atacados por morcegos em menos de uma semana. Ao todo, 18 ataques foram registrados, o que chamou a atenção da 9º Regional da Secretaria de Saúde do Estado do Pará (Sespa) de Santarém.

A regional da Sespa de Santarém informou que as vítimas serão monitoradas, serão aplicadas doses de vacinas e soro antirrábico. A Agência de Defesa Agropecuária do Pará (Adepará) Regional do Tapajós, também está dando todo o apoio necessário à equipe da Sespa no trabalho de prevenção. A orientação é que a população registre qualquer caso na Adepará ou na Secretaria de Saúde do Estado, para que as providências sejam tomadas .

De acordo com o 9º Centro Regional de Saúde de Santarém, todas as providências já estão sendo adotadas para combater o vírus e a transmissão da raiva na região garimpeira e rural de Itaituba, uma vez que este número de ataques é preocupante.

Raiva

A raiva é uma doença infecciosa viral aguda, que acomete mamíferos, inclusive o homem, com letalidade de aproximadamente 100%. A transmissão da raiva quando o vírus existente na saliva do animal infectado, penetra no organismo através da pele ou da mucosa.

O morcego hematófago é um dos transmissores da Raiva, pois pode infectar bovinos, equinos e outras espécies de morcego. Todos estes animais podem transmitir a raiva para os humanos.

Roma News com informações do Plantão 24 horas News.

Comentário
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.