Quando o operador de máquinas Marcelino Andrade Vieira, desembarcou na recém-emancipada cidade de Tailândia, em 1989, acompanhando seu patrão, um jovem de 37 anos, não imaginava, mas a vida dele e de milhares de pessoas teriam os rumos modificados.

O jovem era Paulo Liberte Jasper. Macarrão não sabia, mas sua chegada mudaria sua própria história e de uma cidade inteira. Um homem corajoso, determinado, mas principalmente visionário.

Ao lado do sócio Guaraci Mendes montou aquela que seria uma das principais empresas madeireiras da cidade. Gerando centenas de empregos diretos e indiretos, e se tornando um homem cada vez mais respeitado.

De pulso firme e posicionamento voltado ao social, antes de entrar no mundo político já tinha aptidão para servir os mais necessitados. Fosse com cestas básicas, pagamentos de despesas médicas, domésticas e até mesmo disponibilizando seu avião particular para transportar pacientes ou quem necessitasse.

Marcelino Vieira foi um desses que necessitou. Infelizmente, não pôde desfrutar do voo, nem chegou a ver seu amigo virar prefeito. Morreu em 1994, depois de mergulhar em um lago às margens da PA-150, próximo da então serraria onde operava uma carregadeira.

O corpo foi embarcado e levado a cidade maranhense de Bacabal. Pouco tempo depois a viúva levou sua mudança no carro pago por Macarrão, que tinha comprado uma casa a ela.

Histórias como essa se repetiram desses anos para cá. O operador de máquinas não viu o patrão se eleger por quatro vezes prefeito de Tailândia. Suas histórias se espalharam além das fronteiras, hoje não há como falar de Tailândia sem citar Macarrão e vise-versa.

Ao longo dos mandatos e nesses quase 40 anos de história que marcaram Tailândia, Macarrão contribuiu para alterar centenas e milhares de vidas. Seja como prefeito ou empresário.

Os 8 filhos e 7 netos, porém, devem ter certeza, há uma história à se orgulhar e um legado à zelar, na data em quem Macarrão completa 70 anos de idade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *