Americanas Tailândia fica na travessa Moju, no Centro de Tailândia. (foto: Josenaldo Jr / Portal Tailândia)

Depois de alguns meses de construção na travessa Moju, no Centro de Tailândia, o prédio que ainda está em fase final, já estampa na parte superior de uma das portas, a fachada de uma das maiores redes de lojas do Brasil, a Americanas que faz parte da B2W, fusão entre Submarino, Shoptime e Americanas, ocorrida em 2006.

O novo empreendimento que chega à Tailândia e deve abrir as portas, pelo menos parcialmente, já até o Natal, traz consigo algumas reflexões. Para clientes que já compram na varejista através do site, a pergunta principal é: “será que os preços praticados serão os  mesmos da loja internet?” Para os lojistas que já atuam na cidade, a pergunta também é parecida, mas vai além: “será que continuaremos com a mesma estratégia, com a chegada de um novo player nesse jogo”?

Seja qual for a indagação que se faça, no livre mercado, a concorrência sempre beneficia pelo menos um dos envolvidos no processo, o cliente, que além de possuir mais opções de produtos, dispõe também de melhores preços.

Economia do município

Uma preocupação para todos é inevitável. Temos percebido nos últimos anos, o aumento considerável de grandes lojas em Tailândia, e na contramão desse movimento, um dos poucos setores industriais, que há no município, cada vez mais perdendo força, a indústria madeireira. Se nos perguntarmos, qual o outro setor da indústria, além da madeireira e da palma (dendê), que é desenvolvido em nosso município, dificilmente acharemos uma resposta.

Fazer esses questionamentos é importante porque a atividade comercial, que faz parte do setor econômico terciário, depende diretamente dos demais setores: primário e secundário. Ou seja, para que empreendimentos como a Americanas, e outras lojas que aqui já estão possam desenvolver suas atividades, a economia do município precisa ser fortalecida.

Agronegócio

Nos últimos anos, temos percebido a aptidão de nossa região para o agronegócio, e diversos produtores têm feito investimentos em Tailândia. Nesse sentido e sem considerar a cultura do dendê que já é antiga, as principais atividades até agora desenvolvidas são principalmente o plantio da soja e do milho. A pecuária de corte tem ganhado cada vez mais espaço nas áreas rurais do município, e um ou outro pecuarista “se arrisca” com o gado leiteiro, mesmo que este mercado seja ainda praticamente inexplorado, dado a demanda que existe.

Para esses novos horizontes propostos pelo agronegócio, há ainda um grande desafio: aumentar a produção e verticalizar aquilo que aqui é produzido. O que de forma simplificada seria dar forma aos diversos produtos possíveis com aquilo que é produzido pelo setor primário. Isso é de suma importância, pois cria oportunidades, gerando empregos ao mesmo tempo que ‘oxigena' o comércio.

De nossa parte aqui no Portal Tailândia, queremos dar as boas vindas a Americanas e claro, esperamos poder continuar SONHANDO GRANDE com Tailândia, na certeza de que “sonhar grande ou sonhar pequeno dá o mesmo trabalho”.

Comentários
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *