Foto: Pedro Cruz / Portal Tailândia

O período do inverno amazônico é convidativa para a proliferação de animais peçonhentos nas áreas urbanas e rurais na região. Os acidentes por esses animais tendem a aumentar durante o inverno, colocando em risco a saúde e vida de moradores.

No Hospital Geral de Tailândia (HGT), a maioria dos ataques são feitos por serpentes do tipo Jararacas, seguidos de ataques de escorpiões e arranhas. Só de janeiro a junho do ano passado, foram registrados no hospital 104 casos.

Foto: Pedro Cruz / Portal Tailândia

O agricultor Antônio Agnaldo, morador da comunidade Chumbo Grosso, na zona rural de Tailândia, foi uma dessas vítimas de ataques por animais peçonhentos. Ao caminhar em direção a sua casa, acabou pisando em cima de uma Jararaca. Ele está internado no HGT, e diz que o melhor coisa a fazer, é procurar o hospital.

Cuidados

Em casos como estes, o recomendado é a pessoa ser encaminhada rapidamente para um hospital ou posto de saúde que tenha soro antipeçonhentos. Durante o socorro, é recomendado a vítima se mover o mínimo possível. A parte atingida deve ser colocada numa posição mais elevada em relação ao corpo, e o local da picada deve ser lavado apenas com água e sabão.

Prevenção de acidentes por escorpiões e aranhas

Para evitar acidentes por escorpiões e aranhas, é recomendado sempre usar calçados e luvas nas atividades rurais e de jardinagem, além de verificar com cuidado calçados e roupas pessoais, de cama e banho, antes de usar.

Acidentes por serpentes

Já para evitar ser picado por serpentes, devemos sempre utilizar calçados, principalmente, sapatos fechados, como botas com cano mais alongado. Evite também colocar as mãos em buracos na terra, árvores ocas, em cupinzeiros, e evitar acúmulo de lixo e materiais de construção.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.