Mudança de comportamento com alimentação mais saudável e balanceada; e prática de atividades físicas, podem fazer a diferença entre a saúde e a doença, entre elas, o aumento da taxa de colesterol, que é o principal fator de risco para o desenvolvimento das doenças arteriais, seja o infarto, o acidente vascular cerebral (AVC), que é o derrame cerebral, ou a doença arterial periférica.

Essas e outras informações foram repassadas durante evento de educação em saúde promovida pelo Hospital Geral de Tailândia (HGT), em alusão ao Dia de Combate ao Colesterol, lembrado anualmente, dia 8 de agosto.

A ação, desenvolvida pelo Grupo de Trabalho de Humanização (HGT), com apoio do Serviço de Nutrição e Dietética (SND), junto aos colaboradores, usuários e acompanhantes na Recepção Central e do Pronto Atendimento (P.A), no dia 10 deste mês, que contou com a participação de aproximadamente 30 pessoas.

A nutricionista Clínica Katrinne Mayanne, ministrou as palestras com o intuito de conscientizar sobre a importância da população de manter seus exames de dosagem do seu perfil lipídico atualizados, que identifica irregularidades em lipídios como colesterol e triglicerídeos. Ela contou com o apoio da colega de trabalho,coordenadora do Serviço de Nutrição e Dietética (SND), Patrícia Manfredi.

Katrinne Mayanne , que explicou ainda que a doença é um conjunto de gorduras necessárias para o organismo exercer algumas funções, como a produção de determinados hormônios.

“Portanto, precisamos dele, mas é preciso ingerir de forma equilibrada para manter as taxas regulares. Há dois tipos de colesterol: o HDL, considerado “colesterol bom”, e o LDL, denominado de “colesterol ruim”. Cada grupo pode contribuir para a redução ou aumento dos índices”, informou ao destacar que quando há um desequilíbrio no organismo, o colesterol torna-se fator de risco vascular e aumenta a incidência de Acidente Vascular Cerebral (AVC), de morte súbita e doença coronariana.

Katrinne lembra ainda que as doenças cardiovasculares são as principais responsáveis pelos óbitos registrados anualmente no Brasil. O desenvolvimento dessas doenças está associado a diversos fatores de risco, tais como: obesidade, aumento do colesterol, pressão alta, diabetes e tabagismo, que podem ser controlados com alimentação saudável e prática de atividades físicas.

Além desses fatores, a nutricionista informa que a hereditariedade pode determinar um colesterol alto, mesmo em pessoas que tenham hábitos saudáveis, por isso, além da prática de atividade física e da alimentação equilibrada é importante verificar, regularmente, as taxas de gordura no sangue e, se necessário, utilizar medicamentos sob prescrição e acompanhamento médico.

Fica a dica!

Serviço: O Hospital Geral de Tailândia é um órgão do Governo do Pará, administrado pelo INDSH, em parceria com a Sespa. A unidade fica na Avenida Florianópolis, s/n, no Bairro Novo. Mais informações pelo fone (91) 3752-3121.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *