O HGT também aderiu ao movimento nacional “Junho Vermelho” para conscientização da sociedade civil sobre a importância da participação no processo da doação de sangue (foto: Ascom HGT)

Com o objetivo de fortalecer a parceria com a Fundação Hemopa, visando restaurar o estoque estratégico de sangue do hemocentro, a direção do Hospital Geral de Tailândia (HGT), na mesorregião do nordeste paraense, está realizando campanha de sensibilização de colaboradores, acompanhantes, familiares e amigos de pacientes para elevar o número de voluntários, tendo em vista que o hospital possui Agência Transfusional (AT) com uma média mensal 42 transfusões de sangue.

O HGT também aderiu ao movimento nacional “Junho Vermelho” para conscientização da sociedade civil sobre a importância da participação no processo da doação de sangue (foto: Ascom HGT)
O HGT também aderiu ao movimento nacional “Junho Vermelho” para conscientização da sociedade civil sobre a importância da participação no processo da doação de sangue (foto: Ascom HGT)

A ação estratégica teve início na segunda-feira, 6, e se estenderá por tempo indeterminado, levando-se em consideração a necessidade constante de doações de sangue nos mais de 200 hospitais do Pará. A atividade está sendo realizada com palestras, exibição de cartazes em pontos estratégicos no ambiente hospitalar, distribuição de folders nas recepções da emergência e ambulatório.

Para o diretor Executivo do HGT e doador de sangue há 10 anos, José Batista Luz Neto, a campanha em promoção da doação de sangue é compromisso de todos. “Todos nós somos responsáveis pelo abastecimento de sangue do hemocentro paraense. Isso é um compromisso enquanto cidadão e como gestor de uma unidade de saúde”, disse, lembrando a presença de uma AT em qualquer hospital agiliza atendimento e garante uma assistência de melhor qualidade.

Antes do HGT possui Agência Transfusional, informou, o sangue vinda do Hemonúcleo de Abaetetuba a mais de 150 quilômetros do hospital. “Isso demanda tempo, custos e espera no atendimento. Hoje, com a nossa AT, a realidade é bem diferente”.

De acordo com o farmacêutico-bioquímico da AT do HGT, Rodrigo Sâmeque Silva de Sousa, de janeiro a maio deste ano foram efetivadas 254 transfusões de sangue em 162 usuários internados. A AT funciona 24h, e conta com quatro técnicos , um farmacêutico-bioquímico e um médico.

“A manutenção do estoque de sangue é fundamental para a qualidade de vida deles”, ressaltou Rodrigo Sâmeque, complementando que a campanha interna do HGT vem ao encontro da comemoração alusiva ao Dia Mundial do Doador de Sangue, festejado em 14/06.

O HGT também aderiu ao movimento nacional “Junho Vermelho” para conscientização da sociedade civil sobre a importância da participação no processo da doação de sangue. José Neto informa que a iluminação da fachada do hospital ganhará tom vermelho ainda esta semana.

Doação de sangue– Em visita por Belém, na manhã de ontem (7) José Neto aproveitou a oportunidade para doar sangue atendendo apelo da Fundação hemopa para reforçar estoque do hemocentro que sofreu uma queda de 40%. Com tipo sanguíneo O Positivo, ele repete esse ato há 10 anos. “Não basta sensibilizar. Temos que dar o exemplo e salvar vidas. Issa prática já se tornou um hábito na minha vida. Doo sangue a cada três meses e doarei enquanto tiver saúde para isso”.

Logo após a doação de sangue, José Neto, reuniu com a coordenadora de Apoio Técnico à hemorrede, a farmacêutica-bioquímica, Marineide Bastos para futuras ações para melhorar cada vez mais o atendimento da AT, além de atividades de sensibilização da doação de sangue e estreitamento das relações entre o hospital e o Hemonúcleo de Abaetetuba que supri a AT do HGT.

 

Por ASCOM HGT

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *