A família do soldador Maurilio da Silva Santos, de 32 anos, que foi encontrado morto com dois tiros na cabeça, por volta das 6h da manhã desta sexta-feira (7), às margens da PA-150, contesta que ele teria qualquer envolvimento com o tráfico de drogas.

LEIA MAIS
Homem é encontrado morto às margens da PA-150, em Tailândia

O corpo dele foi encontrado, próximo ao trevo que liga Tailândia ao município de Tomé-Açu, mas ele morava na vila Auí-Açu, onde trabalhava de soldador com uma irmã.

Ela contou na delegacia que o irmão nunca foi preso e que foi morto injustamente, talvez por conta que a namorada, uma adolescente era supostamente envolvida em crimes.  

Até o momento não há informações sobre a autoria do crime. O corpo será removido e encaminhado ao Instituto Médico Legal de Tucuruí.

Comentário
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *