Uma determinação Judicial paralisou neste domingo (15), a ação itinerante de saúde em Tailândia, nordeste do estado.

O delegado da Polícia Federal, Murilo Matos, comentou que a ação, acompanhada por populares revoltados, não é caracterizada como crime eleitoral.

Os atendimentos aos finais de semana, ocorrem há 4 anos. Moradores da zona urbana e zona rural do município já foram contemplados com a ação.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *