Foto:: Ândria Almeida / O Liberal

Um de bebê de dois meses de vida morreu após uma briga de casal no município de Santarém, sudeste do Pará. O caso foi registrado na 16ª Seccional de Polícia Civil, na manhã desta quarta-feira (23).

Os pais são Fabrício Cunha e Paula Emanuele Medeiros da criança foram encaminhados até a delegacia para esclarecer a morte à polícia.

De acordo com a Polícia Militar, que atendeu à ocorrência, os pais estariam consumindo bebida alcoólica antes do garoto morrer. Em meio à bebedeira, uma discussão teria começado e escalou para uma briga mais agressiva. E nesse contexto é que a criança teria morrido.

Um vizinho, disse que encontrou o casal em um bar e já estavam bebendo. A Polícia Civil vai ouvir os pais para esclarecer se a morte do bebê foi acidental ou não.

Casal alega não saber como bebê morreu

“Onde íamos levávamos ele. Umas 22h, 23h, dei mingau pra ele, ele arrotou e voltei para onde estávamos e voltamos uma hora depois. Por volta de 1h ainda vi ele vivo. Não sei se ele se asfixiou dormindo de bruços. Foi tudo uma briga de casal, discussão. Nunca tinha ocorrido algo assim”, relatou Paula, que informou fazer tratamento para ansiedade e depressão. Ela apresenta marcas pelo corpo.

Fabrício reconheceu que estava brigando com Paula e que a imobilizou, até que foi impedido pelos vizinhos. Então saiu para a casa da mãe. Cerca de 20 minutos depois, foi avisado que o bebê havia morrido e voltou. Ele não acusou a companheira de matar a criança e disse não ter visto o menino antes.

“Não sei o que aconteceu, mas ela não faria isso. Jamais ela faria isso”, disse Fabrício. Ele trabalha viajando de caminhão e afirma que nunca haviam brigado como na noite desta terça.

O caso será investigado pela Delegacia Especializada no Atendimento a Crianças e Adolescentes da Polícia Civil (Deaca).

Com informações O Liberal

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.