São 18 capitais e 39 municípios com mais de 200 mil eleitores (foto: Josenaldo Jr / Portal Tailândia)

Mais de 38 milhões de eleitores voltam às urnas hoje (29) para eleger os prefeitos e vice-prefeitos das 57 cidades brasileiras em que a disputa será definida no segundo turno. São 18 capitais e 39 municípios com mais de 200 mil eleitores, onde nenhum dos candidatos recebeu a maioria absoluta dos votos válidos para se eleger no primeiro turno, realizado no último dia 15 de novembro.

O segundo turno acontece, das 7h às 17h, nas seguintes capitais: Aracaju (SE), Belém (PA), Boa Vista (RR), Cuiabá (MT), Fortaleza (CE), Goiânia (GO), João Pessoa (PB), Maceió (AL), Manaus (AM), Porto Alegre (RS), Porto Velho (RO), Recife (PE), Rio Branco (AC), Rio de Janeiro (RJ), São Luís (MA), São Paulo (SP), Teresina (PI) e Vitória (ES).

Ao final deste domingo, um município, no entanto, permanecerá com a escolha do prefeito, do vice-prefeito e de seus vereadores pendente: Macapá (AP). Devido à crise no fornecimento de energia, depois que um incêndio atingiu a principal subestação do estado, o primeiro turno das eleições na capital ficou marcado para 6 de dezembro, conforme definido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A segunda fase da disputa, se houver, será no dia 20 do mesmo mês.

As Eleições Municipais de 2020 já são as maiores realizadas no Brasil, com um índice médio de abstenção de 23,14% no primeiro turno (apenas um pouco mais do que o registrado em 2018), percentual considerado positivo, uma vez que o pleito foi realizado em plena pandemia de Covid-19. Os números a seguir dão um panorama dos principais fatos que marcaram a realização do segundo turno. Confira!

228 candidatos disputam o segundo turno. Destes, 175 são homens e 53 mulheres. Em apenas uma cidade, Ponta Grossa (PR), a disputa será decidida entre 2 mulheres.

153 candidatos são brancos, 73 negros (que se declararam pardos ou pretos), e apenas 2 candidatos afirmaram ser da raça amarela.

38 milhões de eleitores estão aptos a votar. As mulheres representam a maioria do eleitorado dos 57 municípios: 54,10%. Já os homens representam 44,85%.

421.175 eleitores que declararam ter deficiência votam nesta segunda rodada.

Mais de 388 mil mesários atuarão no segundo turno.

5 localidades receberão o auxílio da Força Federal no segundo turno, conforme aprovado pelo TSE. São elas: Rio Branco (AC), São Luís (MA), Manaus (AM), Fortaleza (CE) e Caucaia (CE). A medida visa auxiliar na segurança e na manutenção da ordem pública. Foi aprovado também o envio de apoio logístico para a Ilha de Paquetá (RJ).

3.403 eleitores estão aptos a votar com nome social no segundo turno. Esta é a segunda eleição que acontece no país após a Justiça Eleitoral autorizar a inclusão do nome social no cadastro do eleitor.

112.776 seções eleitorais (agregadas em 97.024 seções principais) estão prontas para receber os eleitores no segundo turno.

97.024 urnas eletrônicas serão utilizadas nesta rodada.

Aplicativos da Justiça Eleitoral

aplicativos estão disponíveis também neste segundo turno para ajudar eleitores e mesários, oferecendo diversas informações, com rapidez e segurança, e dando maior transparência ao processo eleitoral. São eles: Boletim na Mão, Mesário, e-Título, Pardal e Resultados. Todos são baixados, de forma gratuita, na Google Play e na App Store.

e-Título

17 milhões de pessoas baixaram o e-Título até este sábado (28), um recorde desde que o aplicativo foi criado pela Justiça Eleitoral. Ele pode ser usado, entre outras funções, para: identificação do eleitor na hora da votação, já que mostra a foto do eleitor (opção disponível apenas para quem já fez a biometria); conferência do local da votação e justificativa de voto na data da votação (para pessoas que não estão em seu domicílio eleitoral). Atenção: quem não se insere nesse critério deve justificar seu voto comparecendo a um cartório eleitoral ou pelo site Justifica (www.justifica.tse.jus.br), em até 60 dias após a realização de cada pleito.

57 instituições, entre partidos políticos e entidades públicas e privadas, assinaram, em dezembro de 2018, termo de adesão ao Programa de Enfrentamento à Desinformação com Foco nas Eleições 2020. Foram, por exemplo, estabelecidos convênios importantes com as principais plataformas digitais, como Twitter, TikTok, Google, Facebook e Instagram, e com nove agências de checagem. O trabalho do TSE e das instituições parceiras não terminou com o primeiro turno e segue firme nesta nova rodada.

No âmbito da parceria estabelecida com a Associação Nacional de Jornais (ANJ), alguns jornais publicaram, no dia da votação, anúncios gratuitos reforçando o uso da máscara de proteção pelos eleitores e o voto consciente nas eleições de hoje. Mais de 20 órgãos pertencentes aos Poderes Judiciário, Legislativo e Executivo também se uniram ao Tribunal no combate à desinformação.

Contas do WhatsApp banidas

1 mil contas do WhatsApp foram banidas após o primeiro turno das Eleições Municipais de 2020. Tais contas foram reportadas na plataforma de denúncias conjunta do TSE e do WhatsApp por suspeitas de disparos de mensagens em massa no aplicativo. A iniciativa visa combater a viralidade e as notícias falsas neste pleito, no contexto do Programa de Enfrentamento à Desinformação.

Incentivo a votar

37.202.793 pessoas foram atingidas por uma ação conjunta do TSE e da Confederação Brasileira de Futebol (CFB), realizada nesta sexta-feira (27), envolvendo 16 dos 20 clubes da série A do Campeonato Brasileiro para incentivar eleitores a votarem neste domingo (29).

Em apenas duas horas de campanha, nada menos que 344 tweets foram publicados, de acordo com o TweetBinder, ferramenta de rastreamento de hashtags. A campanha compartilhou mensagens com a hashtag #PartiuVotar no Twitter. Os cards da campanha podem ser conferidos em https://bit.ly/PartiuVotar-TSE_FutebolBrasileiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *