Com a decisão do Tribunal Regional Eleitoral do Pará (TRE/PA), de proibir atos que geram aglomerações nas eleições 2020, como comícios, carreatas, passeatas e banderaços, restou aos candidatos intensificar as ações nas redes sociais para conquistar o eleitor.

No primeiro dia sem poder realizar comício, com a decisão do TRE/PA já em vigor, os dois candidatos em Tailândia, Alemão (PL) e Macarrão (MDB), realizaram lives em suas páginas no Facebook, na noite de ontem (07).

Os candidatos trataram de temas como saúde, emprego e renda, além de educação, segurança e esporte.

Com quase 14 mil seguidores no Facebook, “Macarrão” realizou pouco mais de 50 minutos de conversa com seus eleitores, por volta das 20h.

Foram duas lives que geraram mais de 11 mil visualizações, 801 reações, acima de 2.500 comentários e quase 1.400 compartilhamentos, até o início deste sábado (07).

Alemão, por sua vez, realizou cerca de 2 horas de transmissão ao lado da candidata a vice Jakeline Neto.

Com 4.150 seguidores no Facebook, a live rendeu mais de 12 mil visualizações, 785 reações, acima de 3.700 comentários e 1.400 compartilhamentos, até manhã deste sábado.

Pesquisa Eleitoral em Tailândia

De acordo com a quarta pesquisa sobre a corrida eleitoral em Tailândia, realizada pela DOXA, o atual gestor “Macarrão” tem vantagem de, 56,1% das intenções de votos, contra 20,2% de Alemão da Cerâmica.

Pesquisa Estimulada

  • Macarrão (MDB): 56,1%
  • Alemão (PL): 20,2%
  • Branco: 3,4%
  • Não sabe/Não respondeu: 20,3%

Pesquisa espontânea

  • Macarrão (MDB): 45,6%
  • Alemão (PL): 19,2%
  • Branco: 3,4%
  • Não sabe/Não respondeu: 31,5%

Sobre a pesquisa

  • Margem de erro: 4 pontos percentuais para mais ou para menos
  • Quem foi ouvido: 500 eleitores da cidade de Tailândia
  • Quando a pesquisa foi feita: de 22 a 24 de outubro
  • Número de identificação na Justiça Eleitoral: PA‐01826/2020.
  • O nível de confiança utilizado é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerando a margem de erro.
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *