Dois mototaxistas que passavam pelo local viram quando a vítima estava sendo arrastada para o mato pelo acusado e impediram o abuso. O homem foi amarrado enquanto a Polícia foi acionada. Mas até a chegada da guarnição, populares revoltados tentaram linchá-lo.

“Ele apanhou muito, quando chegamos lá ele estava no chão sendo guardado pela Polícia Militar. Agora ele deve ser submetido ao exame de imagem e vai ser feita uma sutura no couro cabeludo dele”, informou o enfermeiro Joziel Colares, do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, a uma equipe de reportagem que esteve no local.

Depois de receber os primeiros atendimentos dos socorristas do Samu, o criminoso foi levado para o Hospital Municipal de Santarém e, em seguida, apresentado na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam), onde o caso foi registrado.

A mãe da vítima contou que a filha estava na parada de ônibus quando o acusado chegou, se sentou no banco e começou a se aproximar dela e de uma outra mulher que esperavam a condução. Uma delas ainda chegou a pedir que ele fosse embora antes que chamassem a Polícia.

Aparentando estar bêbado, o homem partiu para cima da outra mulher e desferiu um chute. Ela se afastou da parada e, nesse momento, o acusado puxou a vítima, a jogou no chão e ainda conseguiu tirar a blusa dela. Foi quando os mototaxistas ouviram os gritos e foram ajudá-la.

Por O Liberal

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *