Uma operação envolvendo seis órgãos, coordenados pelo Ministério Público Federal (MPF), foi realizada para combater ocupação irregular de terras e desmatamento ilegal no Projeto de Desenvolvimento Sustentável (PDS) Virola Jatobá, em Anapu, sudoeste do Pará. As ações ocorreram na terça (1) e nesta quarta (2).

Batizada de Avarum 2, a operação resultou em multas no valor de R$ 460 mil, na realização de embargos ambientais sobre 87 hectares utilizados de forma irregular e no levantamento de informações que serão utilizadas na averiguação da irregularidade das ocupações pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), titular do assentamento, segundo o MPF.

A primeira etapa foi realizada em março deste ano, no PDS Anapu I, mais conhecido como PDS Esperança, também em Anapu.

O PDS Virola Jatobá, assim como o PDS Esperança, é um assentamento criado pelo Incra para compatibilizar o uso sustentável da terra por meio do extrativismo e a agricultura familiar por meio do Programa Nacional de Reforma Agrária (PNRA). No entanto, o assentamento tem sido alvo de conflitos possessórios e descumprimento da sua finalidade.

O caso sob análise do órgão ambiental pode resultar no aumento do valor aplicado em multas e na quantidade de áreas embargadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *