A mãe de uma criança de quatro meses foi presa na última segunda-feira (24), acusada de ter asfixiado o próprio filho com um travesseiro e esquartejado o corpo da criança em seguida, na cozinha de casa, para facilitar a ocultação do crime. Ela enterrou a criança no quintal de uma casa, em Sorriso, a 420 km de Cuiabá.

Ramira Gomes da Silva, de 22 anos, confessou o assassinato aos policiais, após um cachorro da raça ter encontrado o corpo de uma criança no quintal da residência dela. A suspeita confirmou ter matado o próprio filho, um bebê de quatro meses, na semana passada. Em depoimento ao delegado José Getúlio, a mulher disse ter matado a vítima o sufocando enquanto ele dormia em um carrinho de bebê. Em seguida, ela contou ter levado o corpo dele até a pia da cozinha, onde cortou os braços e pernas, para facilitar a ocultação do cadáver.

Os membros superiores e inferiores da vítima foram colocados dentro de duas latas de bebida láctea, embaladas em sacos de lixo e a mulher diz ter depositado na lixeira. O restante do corpo da criança foi enterrado dentro de um buraco, local em que o animal encontrou os restos mortais. 

A acusada foi indiciada pela Polícia Civil por homicídio qualificado e ocultação de cadáver. Ela será transferida para a Penitenciária Ana Maria do Couto May.

Fonte: O Liberal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *