Um homem de 40 anos foi preso acusado de estuprar, engravidar e obrigar a enteada a registrar o bebê no nome do namorado que ela tinha na época. A jovem está com 16 anos atualmente e relata que tudo aconteceu quando ela tinha apenas 13 anos de idade. O caso ocorreu em Goiás. As informações são do Metrópoles.

A jovem disse que tinha medo de procurar ajuda e contar sobre os estupros e a gravidez, mas que não aguentava guardar consigo o que havia ocorrido no passado. Após o início das investigações, o homem confirmou, no interrogatório, ter abusado sexualmente da enteada.

Um exame de DNA será feito para confirmar a paternidade. Foram colhidas amostras do padrasto e do namorado da jovem, para confrontar com a amostra genética da criança.

Segundo a polícia, na época, o namorado chegou a desconfiar que não era o pai da criança. Ele chegou a pedir para fazer o DNA. No entanto, para que nada fosse descoberto, o padrasto da adolescente interviu e fez com que o rapaz mudasse de ideia. O jovem acabou registrando o bebê. O acusado preferiu dizer que o filho era de outra pessoa para salvar o casamento com a mãe da enteada.

Fonte: O Liberal

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *