Um homem de 20 anos foi preso e condenado por estuprar os próprios sobrinhos, crianças de 4, 6 e 7 anos. Ele ainda levava os amigos para abusarem das crianças na casa, que fica no assentamento Santa Catarina em Aral Moreira, no Mato Grosso do Sul.

A pena do acusado aumentou em três anos. As violências aconteceram entre os anos de 2017 e 2018, quando o tio morava com a família de uma das crianças, sendo vizinho dos outros dois sobrinhos.

Ele usava os dedos e o pênis para estuprar as crianças. Os abusos aconteceram por diversas vezes até meados de 2018, quando o estuprador foi denunciado anonimamente na Central de Atendimento à Mulher, pelo número 180.

As vítimas relataram que os amigos do tio que frequentavam a residência, também as estupraram. No entanto, elas não souberam informar os nomes dos autores dos abusos. De acordo com relatos, o homem e os amigos chegaram a dar bebidas alcoólicas e maconha para as crianças.

A suspeita é de que houve omissão dos pais e avós que viviam com as crianças. Ao que tudo indica, eles tinham ciência dos atos criminosos e permitiam que o tio continuasse perto dos menores.

Quando foi preso, o homem negou as acusações. Ele foi condenado em janeiro de 2020 a 14 anos, 24 meses e 24 dias em regime fechado.

A defesa e o Ministério Público recorreram e os desembargadores aumentaram a pena. Hoje, o abusador deve passar 18 anos em reclusão.

Por O Liberal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *